35.3 C
Piauí
27 de julho de 2021
Cidades em Foco
Geral Sertão do Inhamuns em Foco

APAE de Novo Oriente-CE participa do Bazar solidário em Sobral

Foto: ASCOM

O Bazar Solidário tem como propósito vender produtos doados pela Receita Federal para ajudar três Organizações Sociais. Esse ano as instituições ajudadas são a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Novo Oriente, a Sociedade de Apoio à Família Sobralense (Safs) e a Fazenda Esperança, também de Sobral. 

A Secretária de Educação, Cristiane Coutinho, declara que esse é só o início das conquistas para a Apae de Novo Oriente “O Bazar Solidário é o pontapé inicial para que a instituição da nossa cidade consiga ter uma uma estrutura física adequado para melhor receber nossa comunidade”, concluiu a Secretária. 

Cada uma das três instituições participantes do Bazar Solidário foram escolhidas devido ao projeto apresentado por cada uma. A Apae de Novo Oriente pretende criar uma nova sede, pois a atual não comporta mais o contingente de estudantes; A Safs está desenvolvendo uma Padaria Escola que visa a capacitação das pessoas atendidas pela instituição e assim, futuramente, gerar recursos próprios que ajudem ela a se sustentar financeiramente; já a Fazenda da Esperança criou um projeto de sustentabilidade, a implantação de energia solar que pretende diminuir os gastos com energia elétrica das casas que acolhem os dependentes químicos cuidados pela instituição. 

Toda a mercadoria arrecada é distribuída igualmente para as três instituições em partes iguais, “Se sobrarem produtos eles serão divididos paras a três, que serão levados de volta para as instituições, onde serão vendidos”, afirma Ana Clara, diretora da Apae de Novo Oriente.  

As mercadorias são doadas pela Receita Federal, mas a responsabilidade de organização e realização do Bazar fica a cargo das três instituições beneficiadas com a doação. Elas ficam responsáveis desde o transporte da carga para o local do evento até o planejamento e execução do Bazar Solidário.   

Márcia Mesquita, representante da Sociedade de Apoio à Família Sobralense (Safs), uma das três organizadoras do Bazar Solidário, afirma que ele está sendo feito com muito cuidado e satisfação. “Nós inscrevemos um projeto para poder cuidar da parte da sustentabilidade da Safs, uma Padaria Escola. Que se deus quiser, ao final de todo esse processo, queremos construir num espaço próprio da Safs, uma Padaria Escola que vai nos ajudar, não só na questão da formação dos nossos adolescentes e jovens, na formação de uma profissão, mas também na sustentabilidade na nossa instituição”, declara Márcia. 

A Diretora da Fazenda Esperança, Francisca Franciene, uma instituição filantrópica que trabalha na recuperação de dependentes químicos, está criando um projeto de sustentabilidade para implantar a energia solar. “Assim a gente aproveita a energia do sol e diminui os custos mensais da energia que a gente paga todos os meses, porque, atualmente, nós temos seis casas em três locais. Então vamos ver se essa energia solar se estende aos três locais, dessa forma a gente diminui o custo mensal e também contribuímos para o meio ambiente, respeitando e zelando pela natureza”, afirma Francisca. 

A Fazenda da Esperança, além do acolhimento, realiza uma ressocialização dos seus residentes para o mercado de trabalho. A Fazenda possui uma padaria, uma marcenaria, trabalha na criação de animais, no plantio e na colheita. Ela possui cursos de profissionalização e conta com o apoio de empresas locais para dar uma oportunidade a eles no mercado de trabalho. 

O Bazar Solidário se encerrará na terça-feira (06/07), às 16:00, e há mais a necessidade de marcar horário para entrar no Bazar, você pode ir em qualquer horário entre a abertura e o fechamento do evento. 

Fonte: ASCOM/ Edinardo Cavalcante.

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais