24 C
Piauí
18 de maio de 2022
Cidades em Foco
Educação Geral Sertão do Inhamuns em Foco

Após 46 anos, livro de Carlos Said “O Piauí no Futebol” ganha 2ª edição e lançamento será hoje

O livro “O Piauí no Futebol”, do advogado e jornalista Carlos Said ou melhor o “Magro de Aço” será relançado nesta quarta-feira (4), às 19h, no auditório da OAB Piauí.

Carlos Said tem uma longa história e praticamente toda ela envolvida diretamente com o futebol piauiense, inclusive chegou a ser goleiro do River Atlético Club e pelo qual foi tricampeão estadual em 1952, 1953 e 1954. Apontado como principal cronista esportivo piauiense, Carlos Said narrava, produzia e apresentava programas esportivos, destacando-se também como comentarista.

Carlos Said, após dois anos retornou a um estádio de futebol no último sábado (30) para prestigiar a grande final do Campeonato Piauiense, que sagrou o Fluminense campeão Estadual da temporada 2022. “Todos da torcida gritando o nome do Carlos Said – O magro de aço foi realmente uma sensação indescritível”, afirmou o filho, Gustavo Said. Na ocasião, Carlos Said comentou o primeiro tempo do jogo ao lado de Dídimo de Castro, algo que não acontecia desde 2018.

Nesta partida pela grande final do piauiense entre Fluminense x Parnahyba marcou também a última jornada de Dídimo de Castro como narrador oficial em jogos do Campeonato Piauiense. Aos poucos, o jornalista que é referência a todos aqueles que fazem o esporte pretende ir ‘aposentando as chuteiras’.

“Esse livro tem um valor histórico inestimável. Ele foi lançado na década de 60, exatamente em 1966, logo depois do acidente sofrido pelo Carlos Said, que ensejou a criação do apelido Magro de Aço em que ele sofreu bastante e sobreviveu ao acidente e contem um apanhado histórico precioso sobre o futebol piauiense na década de 60 e um pouquinho antes. Agora resolvemos relançar através de uma experiencia de um piauiense erradicado em Florianópolis, o Fernando Gustavo Lima, que sugeriu a família tomar de conta dessa nova edição. Será relançado com um projeto gráfico bastante ousado”, concluiu Gustavo Said, filho do Magro de Aço.

Prefácio do Severino Filho, o Buim, além também de Dídimo de Castro. O livro contem algumas outras participações e depoimentos de Carlos Said na época do isolamento por conta da pandemia em que relembra como decidiu escrever o livro.

Neste momento de relançar a obra, praticamente 46 anos depois, a família do autor mandou publicar a 2ª Edição com muitas novidades. Esse momento, importante para Carlos Said e família faz parte das celebrações dos 92 anos do Magro de Aço.

Fonte: Pâmella Maranhão  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais