22.9 C
Piauí
29 de maio de 2020
Cidades em Foco
Concursos Destaque Geral

Após decisão judicial, prefeita de São Lourenço do Piauí homologa concurso no qual foi aprovada

Foto: Valmir Macedo/ Cidadeverde.com

A homologação de um concurso público após oito anos tem gerado repercussão, não só pelo tempo, mas também porque parentes próximos à atual prefeita da cidade foram aprovados como um irmão, um primo e um tio, além de familiares de 3º e 4º grau, bem como a própria prefeita. O caso ocorreu na cidade de São Lourenço do Piauí, a 539 km de Teresina, que tem como prefeita a odontóloga Michelle de Oliveira Cruz.

Cidadeverde.com conversou com chefe de gabinete da prefeitura, Josimar de Sousa Paes Landim, também aprovado para o cargo de digitador, que informou que o certame foi homologado agora porque havia sido suspenso em 2012 e só em fevereiro deste houve decisão judicial.

“O concurso se arrastou por oito anos e só agora a Justiça julgou improcedente a ação ajuizada em 2012 na 2ª Vara da comarca de São Raimundo. Foram aprovados a prefeita, um irmão -que acho que não vai nem assumir- um tio e outros parentes mais distantes, mas em muitos desses cargos só houve um inscrito. O fato de ter sido homologado agora na gestão da prefeita foi só uma coincidência porque a Justiça deu decisão agora”, explica o chefe de gabinete.

O concurso foi realizado em 2011 na gestão do prefeito Manoel Ildemar Damasceno Cruz, pai da atual prefeita. A Fundação Delta do Parnaiba (Fundelta) foi a organizadora do certame.

A ação civil pública anulatória ajuizada pelo Ministério Público do Piauí constava de denúncias graves que foram julgadas improcedentes pelo juiz. Entre estas:

  • aprovação de um grande número de pessoas com laços de parentesco com o prefeito à época e com políticos locais ligados ao prefeito nas primeiras colocações;
  • inclusão na lista de aprovados de pessoa que sequer estava inscrita no certame;
  • compra de vagas;
  • inexistência de representantes da empresa organizadora nolocal de aplicação de provas;
  • fechamento dos portões do local de prova em horário diverso do pré-determinado em edital;
  • parentes dos candidatos como fiscais de prova;
  • suspeita de fraude em 22 pessoas entre as 27 vagas oferecidas no concurso.

A decisão que julgou improcedente as denúncias é do juiz Carlos Alberto Bezerra Chagas, titular da 1ª Vara no exercício da subsituição legal do juízo auxiliar da comarca de São Raimundo Nonato.

“A anulação do concurso revela-se uma medida drástica que atinge dezenas de aprovados e classificado, o que demanda a comprovação irrefutável de vícios de legalidade ou desvios de finalidade, os quais inexistem  nos autos”, disse o juiz.

O certame ofertava vagas para os cursos de assistente social, psicólogo, nutricionista, médico ambulatorial, técnico em radiologia, enfermeiro, técnico em Enfermagem, odontólogo, digitador, agente administrativo motorista e  auxiliar de consultório odontológico.

Cidadeverde.com tentou contato com a prefeita Michelle de Oliveira Cruz que se manifestou por meio de nota.

A homologação do resultado final do concurso público edital 01/2011 foi realizada após decisão judicial nos autos do processo nº 0000945-67.2012.8.18.0073 que havia suspendido o certame liminarmente.

Somente após o dia 21 de fevereiro de 2020, quando o juiz de direito da segunda vara da comarca de São Raimundo Nonato proferiu sentença validando o resultado final do concurso púbico, derrubando a medida liminar que o suspendia, foi que houve homologação do resultado final.

A homologação do resultado final foi realizada com aval de decisão judicial, somente agora, que reconheceu a validade do concurso público.

A prefeita do município de São Lourenço do Piauí apenas cumpriu sua obrigação administrativa de formalizar o cumprimento da decisão judicial, através de decreto homologatório do certame, não infringido qualquer princípio ético ou moral, pautando os seus atos na lisura e moralidade administrativa.

Ressaltamos ainda que a Prefeitura de São Lourenço de Piauí vem trabalhando incansavelmente para melhoria dos serviços públicos prestados a população, principalmente nas áreas de saúde, educação, assistência social e infraestrutura, pautando os seus atos em prol do bem comum.  Sempre primando pela busca da transparência e moralidade administrativa, nos colocamos à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente,

Michelle de Oliveira Cruz
Prefeita Municipal de São Lourenço do Piauí

Fonte: Graciane Sousa / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais