25.5 C
Piauí
25 de fevereiro de 2020
Cidades em Foco
Destaque Entretenimento Geral

Bando usa festa de Frank Aguiar para aplicar golpe no WhatsApp

A cantora piauiense Pâmela Silva registrou um boletim de ocorrência nesse domingo (19) após ter sido vítima de golpe no aplicativo WhatsApp. Segundo a artista, o suspeito de estelionato usou o nome do cantor Frank Aguiar para enganá-la e ter acesso a sua conta no aplicativo.

Amigos da artista entraram em contato para confirmar se ela realmente estava pedindo transferência para uma conta no banco. “Começaram a me ligar perguntando se eu realmente estava pedindo dinheiro emprestado. Um amigo chegou a transferir R$ 1.900 achando que era eu”, afirmou Pâmela.

Foto: Reprodução

“Ele me ligou dizendo que era da assessoria do cantor Frank Aguiar. Disse que eu estava sendo convidada para uma festa na casa dele em São Bernardo e que tinha direito a dois acompanhantes, mas que precisava dos nossos nomes, CPFs e telefones. Repassei o meu, o da minha mãe e do meu irmão. Aí ele pediu que a gente confirmasse um link que ele ia mandar por e-mail”, relatou a cantora.

No golpe, de acordo com a vítima, o estelionatário envia uma SMS com um código para confirmação.

“Não, eu pensei que era verdade. Ele tava com tantas informações, que só uma assessor poderia saber. Eu fui saber que era golpe quando vi que meu Whats App estava online sem eu estar mexendo”, disse.

Ao Cidadeverde.com, o cantor Frank Aguiar negou estar promovendo uma festa em sua residência e disse que foi alvo de uma tentativa de golpe parecido há 15 dias. “Fizeram o mesmo comigo. Disseram para confirmar minha presença na palestra do coach Tiago Fonseca, com quem também tenho proximidade. Se não fosse minha esposa, eu teria caído no golpe”, relatou o cantor que lamentou o ocorrido com Pâmela.

A ocorrência com a cantora piauiense foi registrada na Delegacia de Crimes Virtuais. O amigo de Pâmela, que conseguiu cancelar a transferência, também deverá prestar depoimento.

Foto: Reprodução @pamelalimacantora

Para cancelar sua conta, a cantora fez uma campanha nas redes sociais pedindo que seus amigos e seguidores denunciassem seu número, que foi bloqueado.

Após a experiência, Pâmela orienta as pessoas a não caírem no golpe. “Não dar dados pessoais, não passar telefones ou clicar em links até saber que aquela ligação é verídica mesmo”.

Recentemente vários artistas e jornalistas tiveram o nome usado após caírem em um golpe parecido. Os estelionatários usaram uma festa no Copacabana Palace para terem acesso a dados pessoais das vítimas que usaram seus nomes para pedir empréstimos.

Fonte:Valmir Macêdo / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais