23.5 C
Piauí
18 de abril de 2021
Cidades em Foco
Destaque Economia Geral

Cadastro do auxílio emergencial do Piauí é liberado; 6 mil devem ser beneficiados

Foto: Carlienne Carpaso

Já está disponível o site “Piauí Auxílio”, do Governo do Piauí, para o cadastro de trabalhadores e empresas dos setores de bares, restaurantes e estabelecimentos de eventos, seguindo os requisitos aprovados em Lei Estadual.

As inscrições iniciam nesta terça-feira (06) e seguem até o dia 15 de abril. O endereço eletrônico é www.piauiauxilio.com.  O Governo trabalha com a expectativa de pagar 6 mil auxílios e amenizar os efeitos negativos da pandemia Covid-19 na economia.

Após aprovação do cadastro, a Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico (SDE) irá divulgar, no próprio site, a relação dos beneficiários desse auxílio. O secretário do Desenvolvimento Econômico, Igor Neri, ressalta que os pagamentos irão iniciar neste mês.

“A ideia é nesse mês de abril já pagarmos a parcela única das empresas e a primeira parcela dos trabalhadores que estão desempregados. A nossa ideia é atender uma média de 6 mil auxílios entre empresas e pessoas desempregadas”.

Editais e cadastro 

O secretário explica que estão disponíveis dois editais. “O Edital 1 é para Pessoa Física que ficou desempregada nos últimos nove meses. A pessoa precisa ter um emprego formal, ter emprego de carteira assinada, e não pode estar recebendo nenhum tipo de benefício, seja ele seguro desemprego ou qualquer outro tipo de auxílio previdenciário”.

Para o edital de Pessoa Física, o interessado deve acessar ao site, preencher o formulário, anexar a documentação necessária. “Após a análise e a aprovação, ele receberá esse auxílio dividido em duas parcelas de R$ 500”, explica o secretário.

No Edital 2, explica o secretário, é para Pessoa Jurídica com CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) nos três segmentos específicos: bares, restaurantes e estabelecimentos de eventos. Esse CNPJ precisa estar ativo e ser do Simples Nacional. O interessado nesse edital fará o cadastro, também anexará a documentação necessária e após análise receberá o auxílio em cota única no valor de R$ 1 mil.

No momento do cadastro, os interessados devem registrar no site uma conta bancária para receber o auxílio. A pessoa receberá o pagamento na conta cadastrada.

Requisitos para Pessoas Físicas:

  • Ter tido contrato de trabalho rescindido com empresa dos setores acima (CNAEs específicos) nos últimos 09 (nove) meses anteriores à publicação do Auxílio Estadual mediante comprovação por Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
  • Não ter emprego formal ativo, com registro de contrato vigente em Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
  • Não ser titular de benefício previdenciário ou assistencial ou serem beneficiários do seguro- desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o Programa Bolsa Família;
  • Inserir os dados bancários corretamente do mesmo titular do solicitante para o recebimento do auxílio.

Requisitos para Empresas:

  • Cartão do CNPJ ativo
  • Declaração emitida pelo portal do microempreendedor (para as empresas MEI)
  • Ter como CNAE principal (pelo menos 1 dentre os listados abaixo):
  • 5611-2/01 – Restaurantes e similares
  • 5620-1/02 – Serviços de alimentação para eventos e recepções – bufê
  • 5611-2/04 – Bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento
  • 5611-2/05 – Bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, com entretenimento
  • 8230-0/01 – Serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas
  • 8230-0/02 – Casas de festas e eventos
  • Empresa deverá comprovar movimentação econômica por meio de nota fiscal de compra registrada no período de 07/2020 a 02/2021, caso seja MEI e esteja Ativa no Cadastro da SEFAZ
  • Empresas ME ou EPP devem ter efetuado venda com nota fiscal eletrônica registrada no período de julho de 2020 a fevereiro de 2021.
  • Todas as empresas participantes desse auxilio são obrigadas a serem optantes do SIMPLES NACIONAL.
  • Inserir os dados bancários corretamente do mesmo titular do solicitante para o recebimento do auxílio.

Fonte: Carlienne Carpaso / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais