Campanha #IssoNãoÉJornalismo discute a ética no jornalismo picoense

Os jornalistas picoenses se reuniram nesta semana para lançar uma campanha pela ética e zelo no jornalismo picoense. Com a hashtag #IssoNãoÉJornalismo, os profissionais começaram a divulgar nas redes sociais informações sobre a prática correta do jornalismo a serviço da população.

A campanha foi tema de uma mesa redonda na manhã deste sábado (12), na Rádio Liderança, com a participação dos jornalistas Clebson Lustosa e Ruthy Costa. Durante a conversa, eles citaram exemplos de práticas que não podem ser entendidas como jornalismo sob seu ponto de vista, entre elas, a exposição de vítimas de acidentes e a exposição de menores infratores, cada vez mais comuns nos veículos picoenses.

Clebson Lustosa e Ruthy Costa – Foto: Ruthy Costa

Ruthy Costa explica que algumas pessoas se apropriam de forma indevida da profissão e proporcionam um verdadeiro desserviço à sociedade. “A gente precisa se movimentar, juntar a classe, reunir os profissionais da área e dizer que isso não é jornalismo. Mostrar que esse tipo de prática vai de encontro a tudo o que o jornalismo prega”, pondera.

Clebson Lustosa – Foto: Ruthy Costa

Clebson Lustosa pontua que as situações de agressão à ética no jornalismo não vêm apenas de pessoas que atuam na área sem formação acadêmica, mas também de uma formação que pode falhar dentro das próprias instituições de ensino.

O avanço da tecnologia e o acesso às redes sociais e aplicativos de comunicação instantânea também foi discutido. O entendimento é que as ferramentas precisam ser utilizadas com cuidado.

A campanha #IssoNãoÉJornalismo foi abraçada por todos os veículos do Sistema de Comunicação de Picos – Rádio Liderança FM, Rádio Difusora AM e Portal Grande Picos. O portal Cidades em Foco também abraça essa importante causa!

 


Fonte: Grande Picos

Compartilhar:

Por: Júnior Oliveira

Diretor Geral