21 C
Piauí
18 de agosto de 2019
Cidades em Foco
Destaque Geral

Ciro Nogueira avalia críticas de Lucy a Wellington e diz que futuro de aliança cabe a Deus

O presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, falou sobre a relação do partido com o governo de Wellington Dias (PT). O parlamentar afirma que a deputada estadual, Lucy Soares, é livre para criticar o partido e diz que a aliança com o governador encontra-se nas mãos de Deus.

“Lucy já teve essa postura durante a eleição. A deputada tem uma identidade muito grande com seu marido, o prefeito Firmino Filho. Seria estranho se depois de eleita ela mudasse sua forma de atuação. Ela tem que ter independência e liberdade para fiscalizar. Ela tem total liberdade e aplausos dos Progressistas”, afirmou.

Ciro diz que ajudará o governo do Estado independente de rompimento ou não. Porém, reforça que o partido terá candidato próprio em 2022.

“Essa discussão de rompimento ou não vem desde 2012. Passou pelas eleições municipais, pela formação  da chapa e sempre estivemos juntos. Isso vai acontecer enquanto nossos projetos foram semelhantes na luta por um Piauí maior. Temos que buscar ajudar nesse momento de extrema dificuldade. O futuro a Deus pertence. Não tem como ficar todo dia prevendo se vamos ficar juntos ou não. Temos um projeto de ter um candidato a governador em 2022”, disse.

O senador destaca a aliança com o prefeito Firmino Filho.

“Reforça nosso trabalho que já vem desde quando participamos da eleição do prefeito na eleição passada, temos sido o principal sustentáculo tanto político quanto administrativo no que diz respeito a investimentos. Sempre digo que o comando de 2020 é do prefeito Firmino Filho. Os Progresistas  reconhecem o que o prefeito tem feito por Teresina. Essa aliança é indestrutível “, disse.

Governo Bolsonaro

Apesar de buscar uma maior aproximação política com o governo do presidente Jair Bolsonaro, Ciro faz críticas à articulação política, que ele chama de “complicada”.

“Governo Bolsonaro ainda é muito complicado. Ainda constrói uma base política e tem uma instabilidade política muito grande até dentro do próprio partido. Tem um líder muito inexperiente. Não sabe conduzir o processo. Patina com relação à base. Independente disso ou não, vamos aprovar o que o Brasil precisa”, disse.

Apesar das críticas, ele diz que o presidente tem o apoio do partido.

“O que acharmos correto, ele pode contar com nosso apoio. Ele mandou um modelo de Reforma  da Previdência. Não concordamos que possa prejudicar o trabalhador mais humilde. Apoiamos a reforma da Previdência. O que acharmos correto vamos apoiar”, destacou.

Fonte: Flash Lídia Brito / CidadeVerde

Notícias relacionadas

“Vice-prefeito é responsável por débito”, diz prefeito do interior do PI

Junior Oliveira

GPM de Betânia do Piauí, realiza blitz nos finais de semana e já se articula para dá total segurança durante a Capritânia

Junior Oliveira

SDR inicia entrega de sementes e mudas pelo semiárido do Piauí

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais