35.4 C
Piauí
3 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Destaque Geral

Ciro Nogueira diz que Progressistas disputará o Karnak com ou sem Wellington Dias

O senador Ciro Nogueira não esconde mais o desejo de ver o Progressistas comandando o Piauí a partir de 2022. O parlamentar, que é um dos nomes cotados para disputar o Palácio de Karnak, garante que esse assunto está consolidado na sigla. O trabalho agora é para manter uma coligação com o PT do governador Wellington Dias. Se não for possível, Ciro é taxativo ao afirmar que seu partido terá candidato com ou sem o apoio do petista.

“Nós tivemos com o governador em 2014, 2018. Ele não tem mais direito a reeleição. Nós somos o maior partido em número de vereadores, prefeitos, deputados estaduais, federais, senadores. É legítimo nós pleitearmos isso, até porque apoiamos o PT em duas legislaturas e gostaríamos muito de ter o apoio. Agora, não estamos exigindo isso. Se isso não vier a ocorrer, o partido vai ter candidato seja de governo ou de oposição. Isso já está claro”, afirmou.

Ciro garante que vai buscar o apoio do governador até quando for possível. Para ele, é mais tranquilo ir às urnas com Wellington Dias ao lado.

“Eu vou buscar (o apoio) de todas as formas, já que é muito mais tranquilo ter o Wellington – que é um grande eleitor do nosso estado – ao nosso lado, do que contra. Isso é natural. Já tivemos separados no passado, pode ser que não estejamos juntos no futuro. Eu não espero. Vou trabalhar dia e noite para que essa coligação que foi vitoriosa nas duas últimas eleições se mantenha para as eleições de 2022”, declarou.

De acordo com o senador, que comanda o Progressistas nacionalmente, no Piauí seu partido teve um crescimento jamais visto, o que o credencia a buscar a cadeira de governador.

“Nem o PFL antigo tinha uma força tão grande eleitoral. O Progressistas está crescendo. Hoje a grande disputa nos municípios é o comando do partido. Isso representa um projeto que as pessoas estão incorporadas. Nunca houve um partido que pudesse melhorar a vida das pessoas tanto na capital como no interior do estado. Temos que aproveitar esse momento. Vou ter esse foco nas eleições municipais, já que a grande força são essas lideranças. Temos hoje um partido com muita identidade”, finalizou o senador, que anunciou uma licença do Congresso Nacional para atuar nas eleições do ano que vem.

Fonte: Hérlon Moraes / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais