28.9 C
Piauí
3 de junho de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Ciro Nogueira mira lucro dos bancos para ajudar na crise do coronavírus

Foto: O Dia

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) defende uma maior colaboração dos bancos no Brasil no enfrentamento da crise do novo coronavírus (Covid-19), para isso, apresentou no Senado uma proposta para ampliar a alíquota e a base de cálculo da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) dessas instituições financeiras.

“É um setor que lucrou muito nas últimas décadas em nosso país e acho que é um case mundial. Nenhum outro setor no mundo tem tanta lucratividade como o setor bancário do nosso país, principalmente os grandes bancos. Acho que chegou a hora desse setor dar a sua contribuição”, argumenta o parlamentar.

Segundo levantamento da provedora de informações financeiras Economatica, os quatro maiores bancos do país tiveram crescimento de 38,7% em seus lucros nos últimos cinco anos. Só em 2019 os ganhos acumulados somaram R$ 81,5 bilhões. Ciro explica que a medida poderia incidiria sobre volume, sem impactar os correntistas.

“Taxaríamos em 50% mas iremos proibir qualquer tipo de repasse para o consumidor, então não vai ser taxado o faturamento do banco, que pode atingir sua rentabilidade, mas só o lucro estratosférico dos bancos em nosso país”, ressalta o piauiense, que tem buscado o apoio de outras lideranças partidárias no Senado para agilizar a tramitação da matéria.

“Acho que é um projeto com grande chance de ser aprovado e virá em um momento certo, não para ajudar no combate ao coronavírus, mas também depois, para recuperação econômica. O mais importante é os recursos serão divididos entre a União, estados e municípios, e ajudar bastante, em especial o Piauí”, conclui o senador.

Por: Breno Cavalcante, do Jornal O Dia

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais