Condenado pela morte de policial civil é preso em Paulistana

Damião Bezerra Passos, foragido da justiça, foi preso na tarde desta sexta-feira (16), no município de Paulistana (PI). Ele responde pela morte de um policial civil em Teresina. O crime ocorreu em 2009 e Damião seria o executor. De acordo com a Polícia Militar de Paulistana, ele foi condenado em 12 de junho de 2014 a 16 anos e 04 meses de prisão em regime fechado.

De acordo com o delegado Cícero de Oliveira, do 12ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Paulistana, o caso será comunicado a Delegacia de Homicídios no Piauí. “Vamos entrar em contato com Teresina para fazer o recambiar o preso”, ressaltou.

Essa não é a primeira vez que Damião é preso e mente o nome para a polícia. Ele foi preso pela primeira vez em 2012. Ele é acusado de mantar o policial civil José André Pereira dos Santos, conhecido como “Andrezão”, após uma discussão em um bar no bairro Porto Alegre, zona Sul de Teresina.

O major Felipe, comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar, o foragido é conhecido como “Damião Cigano” e é natural de Missão Velha (CE).

O rapaz foi preso com um simulacro de arma de fogo. “Ele chegou na cidade, dando um de andarilho, e estava se drogando na rodoviária. Como ontem era dia de feira, estava intimidando algumas pessoas com uma arma de brinquedo. Fomos verificar e o levamos para a delegacia. Entramos em contato com (os policiais) de Picos, e verificamos esse mandado de prisão contra ele. Ele chegou a dizer um novo falso, de Afonso Feitosa, para fugir”, disse o cabo Gilvan, da PM de Paulistana.

A Equipe Charlie da Força Tática de Paulistana, comandada pelo CB PM Gilvan Belo, AL CFC PM Fernando, SDs Marivaldo, Humberto e  Rodrigues, efetuou a prisão de Damião.

Carlienne Carpaso / CidadeVerde

Compartilhar:

Por: Júnior Oliveira

Diretor Geral