22.7 C
Piauí
19 de maio de 2019
Cidades em Foco
Geral Internacional

Criança de 2 anos morre após tomar frasco de remédio no Piauí

Uma criança de dois anos morreu vítima de intoxicação medicamentosa na última terça-feira(18), em Floriano. Ela teria tomado um frasco de remédio anticonvulsivante que pertencia ao irmão e chegou ao hospital regional Tibério Nunes com letargia.  O caso serve de alerta para o aumento do número de acidentes domésticos envolvendo crianças pequenas.

“Ela deu entrada por volta das 10h30 com abertura ocular, batimentos cardíacos e oxigenação, mas sem responder aos estímulos e muito sonolenta. A mãe acreditava que ela estava com intoxicação alimentar. A colocamos na sala vermelhar e pedimos para que a mãe pudesse procurar outra hipótese, porque o diagnóstico não batia com que ela havia dito, foi então que ela retornou a casa e disse que encontrou um frasco de anticonvulsivante líquido vazio, o remédio pertencia ao irmão que é especial”, detalhou o diretor técnico do hospital, o médico Justino Moreira.

No período da tarde a criança começou a ter insuficiência respiratória e febre de 40 graus. Ela precisou ser intubada e não respondia aos medicamentos, depois teve crise convulsiva e morreu após ter parada cardíaca por volta das 19h.

“Foi uma evolução atípica, toda a equipe se sensibilizou com o óbito dela. Mas, infelizmente a gente observou um aumento de 15% no número de atendimentos a crianças vítimas de acidente domésticos”, relatou o médico Justino Moreira.

Em um ano foram contabilizados 106 casos entre sufocamentos, queimaduras, intoxicação por produtos de limpeza, choques elétricos e quedas.

“Os pais precisam ter cuidado redobrado, já atendemos casos de crianças que ingeriram potássio e queimou completamente o esôfago que hoje não pode se alimentar direito, produtos de limpeza em frascos coloridos, água sanitária não podem ficar ao alcance porque chamam atenção. Também é importante evitar ficar perto de fogões que pode causar queimaduras, colocar protetor nas tomadas e reduzir o excesso de panos dentro do berço de crianças menores porque pode causar asfixia”, sugere o diretor técnico do hospital Tibério Nunes.

Fonte: Caroline Oliveira / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Araripina, Marcolândia e região registra madrugada mais fria do ano

Junior Oliveira

Justiça manda Anatel impedir cobranças após roubo de celular

Junior Oliveira

Três morrem e família de tenente da PM fica ferida em acidente na BR407; Veja imagens!

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais