20.5 C
Piauí
19 de novembro de 2019
Cidades em Foco
Geral Polícia

Criminosos montam base no Piauí para assalto e fogem com refém; polícia faz cerco

Ampliada às 13h

No início da tarde, o Greco prendeu mais dois suspeitos de integrarem a organização criminosa que planejava assalto a instituição financeira no Piauí. Um deles é de Pernambuco e o outro se apresentou como sendo natural do Ceará. A dupla está sendo conduzida para a Delegacia Regional de Campo Maior. A Polícia Civil ainda não confirmou se os dois eram os mesmos que estavam cercados no Norte do Estado.

Publicada às 12h07

A Polícia Militar descobriu uma base de apoio de uma organização criminosa que planejava assalto a uma instituição financeira no Piauí. A abordagem teve início nesta terça-feira (24) e resultou em um suspeito preso. Três homens conseguiram fugir e estão cercados na região Norte do Estado, entre as cidades de Castelo do Piauí e São Miguel do Tapuio.

“Eles fazem parte do Novo Cangaço e tinham instalado uma base de apoio em Campo Maior de onde planejavam o crime. Na cidade tinham alugados uma casa e galpão. Durante a abordagem, um foi preso com uma S10 com restrição de roubo e furto. Três conseguiram fugir”, explica o delegado Willame Moraes, coordenador do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Para prosseguir na fuga, o trio roubou um carro de assalto levando junto o proprietário que foram abandonados na cidade de Juazeiro do Piauí.

“Lá, eles abandonaram esse veículo, o refém e continuaram a fuga em direção a Castelo do Piauí onde tomaram de assalto uma Hillux continuando assim a fuga. Então, houve confronto entre Castelo e São Miguel do Tapuio. Os três bandidos perderam o controle da Hillux que capotou, mas mesmo assim, eles conseguiram fugir. Contudo deixaram para trás um fuzil 762, coletes à prova de bala, munições”, acrescenta o coordenador do Greco.

Foto: PC-PI

Munições deixadas pelos suspeitos

Polícia faz o cerco

Policiais militares e civis do Piauí rastreiam a área em busca dos criminosos. O delegado acrescenta que os suspeitos são integrante de uma organização criminosa de Pernambuco, cujo líder é conhecido como João Paulo. O bando age na modalidade Novo Cangaço.

“Já confirmamos que o supeito preso é de Cabroró-PE e faz parte da quadrilha do João Paulo. Há algum tempo estamos combatendo essa quadrilha de pernambucanos e paraibanos que vieram para o Piauí com apoio de pessoas daqui mesmo e do Maranhão para fazer uma série de assaltos”, acrescenta Moraes ressaltando que a organização criminosa tem tido baixas siginificativas, mas continuam a atacar.

“Sete pessoas dessa quadrilha já foram mortas, inclusive, uma no Piauí em março; outros foram presos com vida. Mas a gente percebe que essa organização continua firme e na tentativa de realizar crimes no Piauí. Já apreendemos armamento, explosivos e veículos deles. Mesmo assim, eontinuam tentando agir no nosso Estado. Hoje foi preso mais um e outros três estão dentro do mato na região de Castelo do Piauí”, enfatiza o coordenador do Greco.

Foto: Graciane Sousa/ Cidadeverde.com

Coordenador do Greco

Ataque a instituição financeira

O Greco não confirmou qual instituição financeira seria atacada pelos criminosos, nem a cidade alvo. As informações repassadas são relacionadas somente a base de apoio do grupo que havia sido instalada em Campo Maior, a 86 km da Capital.

O suspeito preso foi identificado como Tarcisio Barbosa Fonseca, 26 anos,  natural de Cabroró-PE.

Até agora, a ação criminosa resultou em um preso, quatro carros, um fuzil, coletes à prova de balas e munições apreendidos.

Foto: PC-PI

Suspeito preso em Campo Maior

Fonte: Graciane Sousa / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais