25.2 C
Piauí
4 de outubro de 2022
Cidades em Foco
DestaqueGeral

CRO fecha consultórios odontológicos de UBS em cidade do Piauí por irregularidade

Duas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Luzilândia tiveram as atividades dos seus consultórios odontológicos fechados, após uma fiscalização do Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI) constatar que os estabelecimentos não ofereciam as mínimas condições de segurança.

Em entrevista ao Jornal do Piauí nesta quinta-feira (11), Sérgio Pires, presidente do Sindicato dos Odontólogos do Piauí (SOEPI) e conselheiro do CRO-PI, enfatizou que as UBS não ofereciam segurança sanitária tanto para os pacientes como para os profissionais que ali trabalhavam.

“Encontramos muito mofo. A condição é totalmente insalubre de contaminação. O ambiente em que você não tem a esterilização adequada desses materiais, então você está colocando em risco a saúde dos pacientes e da população como um todo através da disseminação de doenças infectocontagiosas”, afirmou.

Os consultórios interditados ficam impedidos de oferecer serviços odontológicos e tem um prazo de 30 dias para solucionar todas as irregularidades apontadas pela fiscalização. “Se não for regularizado, fazemos a denúncia ao Ministério Público, porque é um crime contra a saúde pública”, enfatiza Pires.

O Cidadeverde.com tentou ouvir a Secretaria Municipal de Saúde de Luzilândia sobre o resultado da fiscalização do CRO-PI, mas não obteve uma resposta até a publicação desta matéria. O espaço segue em aberto para eventuais esclarecimentos.

Em campo

A ação integra um trabalho de fiscalização do Conselho, que foi retomado em 2022 após dois anos de pandemia. Além dos consultórios públicos, as cinco equipes que estão indo a campo em todo o estado, também flagraram irregularidades em diversos estabelecimentos privados.

Entre as irregularidades, os fiscais encontraram pessoas sem a formação em nível superior exercendo a profissão de cirurgião dentista.  “Isso fica de alerta para a população, que sempre verifique se a clínica e o profissional que vai lhe atender são regularmente inscritos e registrados no CRO-PI”, frisou o conselheiro.

Fonte: Breno Moreno / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais