20 C
Piauí
24 de setembro de 2020
Cidades em Foco
Esportes Geral

Cruzeiro quita dívida com Spartak Moscou, da Rússia, e evita nova punição na Fifa

Foto reprodução

A direção do Cruzeiro anunciou nesta quinta-feira, no último dia do prazo estipulado pela Fifa, que fez o pagamento de 400.564,00 euros (cerca de R$ 2,5 milhões), incluindo juros, ao Spartak Moscou, da Rússia, de uma dívida referente ao empréstimo do atacante Pedro Rocha no início do ano passado.

“Já é a quarta dívida que a gente resolve em 65 dias, desde que a gente chegou. E vamos trabalhar dia e noite para resolver todas elas”, disse o presidente Sérgio Santos Rodrigues, nesta quinta-feira, em uma “live” nas redes sociais do clube de Belo Horizonte.

Além do pagamento ao time russo, o Cruzeiro informou que saldou as custas do processo para a Fifa na ordem de 10 mil francos suíços (R$ 58,7 mil). Em nota, a diretoria ainda divulgou que a quitação da dívida envolveu R$ 461.397,93 de Imposto de Renda e R$ 9.935,41 de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

“Desde 1.º de junho de 2020, quando assumiu o Cruzeiro de forma oficial, a nova gestão já pagou cerca de R$ 30 milhões em dívidas na entidade maior do futebol e ainda firmou um acordo com o Independiente Del Valle, dividindo em 18 parcelas a ação relativa à compra do jogador Kunty Caicedo, feita em 2016, demonstrando que, aos poucos, o clube vem recuperando sua credibilidade no mercado e junto ao torcedor, com bastante trabalho e baseando-se em sua nova cultura de transparência”, afirmou o time mineiro em seu site oficial.

“Ainda bem que mais um problema da Fifa a gente conseguiu resolver. Vi que a torcida puxou muito movimento da rede social, falando do banco BMG. Mas não foram eles que ajudaram. Cruzeiro tem uma instituição financeira como patrocinadora.

Eu pessoalmente gosto muito do Ricardo Guimarães (presidente do banco), um abraço a ele. Mas quem ajudou o Cruzeiro foram os produtos que o clube vem fazendo. Dois deles foram o Pedro Lourenço e o Régis Campos, da Emccamp, já estão colocados na tela. Fica meu abraço a eles aí”, completou Sérgio Santos Rodrigues.

Com o pagamento, o Cruzeiro afasta o risco de nova punição pela Fifa. O clube corria o risco, agora, de não registrar novos jogadores. Antes, havia perdido seis pontos na Série B do Campeonato Brasileiro pelo não cumprimento da ordem de pagamento de 850 mil euros (R$ 5,38 milhões na cotação atual) referente à dívida com o Al Wahda pelo empréstimo do volante Denilson.

Fonte: Estadão Conteúdo

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais