28.9 C
Piauí
3 de junho de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Deputado questiona ministros sobre empréstimo de R$ 600 milhões ao Piauí

O deputado federal Heráclito Fortes (PSB-PI) protocolou, nesta quinta-feira (29), dois requerimentos nos quais pede informações sobre o contrato de empréstimo celebrado entre a Caixa Econômica Federal e o Governo do Piauí, assinado na última terça-feira, em Brasília (DF).

Fortes enviou o pedido aos Ministérios do Planejamento e da Fazenda. Nos requerimentos, o deputado federal quer saber se os órgãos têm conhecimento da operação de crédito, se há análise de impacto financeiro e orçamentário da ação, se é preciso autorização ou manifestação da pasta para que o contrato seja concretizado, e se o órgão acompanha a aplicação dos recursos.

“Sabendo que o Estado do Piauí está passando por dificuldades, solicito que sejam disponibilizadas as informações relacionadas ao questionamento acima listado, pois é de conhecimento público que o governo do Estado não tem sequer condição de pagar o funcionalismo publico hoje, quem dirá de arcar com uma parcela de financiamento”, justifica o deputado no documento.

Heráclito Fortes pede ainda que os ministros respondam  “no intuito de salvaguardar os recursos em questão, preservando a demanda da população do Estado do Piauí, para que seja realmente direcionado a sua aplicação em favor da população local, caso seja realmente comprovado a sua necessidade.”

O Governo do Piauí deve utilizar os recursos para obras de infraestrutura, em áreas como saneamento e mobilidade urbana – o elevado da avenida Miguel Rosa, na zona Sul de Teresina, deve ser concluído com recursos do empréstimo. O Estado ainda aguarda a assinatura de outra operação de crédito com a Caixa, dessa vez de R$ 300 milhões. O dinheiro é visto como importante para dar um alívio nas contas do poder público estadual em meio a crise econômica.

 

 

Fonte: Fábio Lima / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais