35.3 C
Piauí
27 de julho de 2021
Cidades em Foco
Esportes Geral

Dunga e Gilmar Rinaldi entram com uma denúncia contra o senador Romário

O treinador Dunga e o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi fizeram uma denúncia no Conselho de Ética do Senado contra Romário, para que seja investigada uma quebra de decoro parlamentar.

A dupla também protocolou uma queixa-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) alegando ofensas que não estariam protegidas pela imunidade parlamentar do político.

Segundo os representantes legais dos funcionários da CBF, as declarações de Romário não tem ligação com o objetivo da investigação na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol, a qual ele preside. A assessoria do senador informou que o mesmo derá declarações sobre o caso na sessão da CPI na tarde desta quarta-feira (06).

O pedido é para que o Baxinho seja enquadrado no artigo 139 do Código Penal, que fala sobre difamação e, além de multa, prevê detenção de três meses a um ano. Gilmar também pede a condenação no artigo 140, sobre injúria e prevê reclusão de até seis meses.Ricardo Braga, advogado de Rinaldi e Dunga, falou sobre o caso.“Estamos tomando medidas junto ao Conselho de Ética do Senado, com objetivo de apurar se houve quebra de decoro parlamentar.

Ele não pode usar o cargo dele para satisfazer pretensões pessoais, nesse caso a perseguição que há muito tempo pratica contra o Gilmar. É uma coisa conhecida, desde a época do Flamengo, foi noticiado pela imprensa. No STF há queixa-crime e há um entendimento já que o senador tem imunidade parlamentar em relação às suas manifestações, até mesmo criminais, mas têm de estar vinculado ao exercício do seu mandato. Não pode ser qualquer ato e manifestação “.
Fonte: Esporte Interativo

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais