27.5 C
Piauí
15 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Geral Política

Elmano anuncia Bolsonaro no Piauí e afirma que presidente é vítima do “toma lá dá cá”

O presidente estadual do Podemos, senador Elmano Férrer, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro deve  visitar o Piauí até o início do próximo ano.  O senador  visitou a obra do balão do Mercado do Peixe, na BR -343, na zona Sudeste de Teresina, e afirma que o presidente deve comparecer à solenidade de inauguração prevista para fevereiro de 2020.

Aliado de Bolsonaro no Senado Federal, o parlamentar afirma que o presidente tem sido vítima da “cultura do toma lá da cá” do Congresso Nacional. Ele destaca que as dificuldades de articulação da base aliada se devem ao modelo de nova relação entre o Congresso e o Executivo, que o governo Bolsonaro buscaria implementar.

“O problema existe, mas está sendo superado. Todo começo de governo é assim. É o governo caracterizado pela mudança profunda do toma lá dá cá. É uma nova cultura que tenta implantar no país. Apesar da renovação grande na Câmara e no Senado, ainda persiste essa cultura. Para se mudar cultura demanda muito tempo, determinação e coragem. Esses problemas são naturais e cada um tem seu mérito e estilo para governar. Creio que estamos superando todas essas questões”, declarou.

Elmano afirma que Bolsonaro demonstra desejo de visitar o Estado. O presidente esteve no Piauí durante a campanha eleitoral, depois de eleito, ainda não visitou o Estado.

“Ele virá. Fizemos o convite para ele participar da inauguração da obra em fevereiro de 2020. Mas há a possibilidade de vir até antes. Vamos acompanhar. Ele tem um carinho pelo Piauí e desejo de voltar ao estado”, disse.

Sobre a reforma da Previdência, Elmano defendeu a inclusão dos estados e municípios no texto. Segundo ele, sem a participação de todos os entes da federação, a reforma ficará incompleta.

“Sou favorável a inclusão dos três entes. A União, os Estados e os municípios devem participar. É fundamental para reforma. Se acontecer, e espero que não aconteça, a reforma só se limitar aos servidores públicos federais, ficará pela metade. O Estado brasileiro são três entes federados. Tem um trabalho muito grande para que isso aconteça. Vejo que já avançou muito”, destacou.

Durante a visita a obra do viaduto, Elmano falou da importância da parceria com o Governo Federal para realização de grande porte.

“Tenho interesse muito grande nesta obra do viaduto porque fui prefeito. Nem a prefeitura e nem o estado têm condições de fazer obras dessa dimensão. Desde 2015 trabalhamos para ter o estudo de viabilidade, para fazer o projeto é somente em 2018 tivemos condições de fazer a licitação. Agora conseguimos dinheiro para esse viaduto que já está quase certo mais R$ 15 milhões para o viaduto rodoviário. Vamos acompanhar todo o fluxo de recursos orçamentário e financeiro”, destacou.

O senador defendeu a articulação da bancada do Piauí para conclusão das obras das BR’s de acesso a Teresina.

“Faremos em julho a licitação para a duplicação. Já temos uma emenda de 30 milhões. Isso já está sagrado. Vai ser feito em julho uma licitação e iniciar a obra. São duas coisas. Na BR – 343 o contorno rodoviário de Teresina e a duplicação na BR – 316. Também está sendo feito o projeto da duplicação até Altos, o projeto físico da obra. Não tínhamos estudo de viabilidade técnica, econômica e financeira. Isso demanda muito tempo. Falavam da obra e não falavam dos projetos. Senador não executa nada, mas temos todas as condições políticas e técnicas de fazer esse trabalho  e demanda muito tempo. Temos obras sendo executadas em Teresina que foram iniciadas no início do PAC II. Estão sendo feitas agora  e demanda muito tempo. Com os projetos prontos, vem a parte do recurso. Solicitamos a participação da bancada. É importante”, destacou.

Fonte:  CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais