22.7 C
Piauí
9 de agosto de 2022
Cidades em Foco
GeralPolícia

Em 2017, uma pessoa foi morta a cada 13,5 horas no Piauí

Em média, uma pessoa foi assassinada no Piauí a cada 13,5 horas no ano passado. Os dados são do levantamento da Secretaria de Segurança Pública do Estado referentes aos crimes de homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte)  e estupro com resultado morte. Apesar da estatística, o número de crimes violentos letais intencionais no Piauí em 2017 foi o menor dos últimos quatro anos.

“A redução é resultado de várias ações desenvolvidas de forma integrada com outras instituições. Para se ter uma ideia, nas operações deflagradas recentemente tivemos êxito de praticamente 100% das prisões. Isso fez com que no mês de dezembro tivéssemos a maior redução do período”, disse Fábio Abreu, secretário de Estado da Segurança.

Em 2017 foram registradas 647 mortes contra 705 em 2016, o que representa uma redução de 8,14%. Em 2015 foram 673 mortes e em e2014 735. Os últimos dados levantados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), revela que em dezembro houve 43 ocorrências de crimes fatais. Nos anos anteriores o número chegaram a 88.

O gestor ressalta que a maioria dos crimes letais intencionais têm como ‘pano de fundo’ o tráfico de drogas que, segundo ele, será ainda mais veementemente combatido neste ano.

“Reduzindo o tráfico, conseguimos reduzir o número de mortos. A maioria dos casos é de indivíduos envolvidos na criminalidade. Vamos tentar evitar também que esses indivíduos morram. O objetivo é trazer de volta para a sociedade a sensação de segurança”, declarou Abreu citando a aquisição de 27 novas viaturas e 31 motocicletas que  estarão à disposição da Segurança Pública.

Teresina

Na capital, a redução no registro de mortes no mês de dezembro de 2017 foi de 51% e 14% no interior. “A queda da violência no estado já estava sendo observada desde julho e agora em dezembro foi confirmada. Estes dados positivos é um feito que poucos estados conseguiram, como o Ceará que foram quase cinco mil mortes”, afirmou o secretário de segurança.

Para 2018, a meta é manter o ritmo, alcançar uma queda nas mortes de 10% e prosseguir com os investimentos. Para o início deste ano, já está confirmada a inauguração da nova Delegacia de Homicídios, que terá sua sede em um prédio novo, moderno e dentro dos padrões internacionais. Além disso, serão entregues cerca de 31 motos, 27 jipes, mais de 100 fuzis e viaturas, tudo para manter o controle da violência e reduzir ainda mais os índices.

 

Graciane Sousa / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais