25.2 C
Piauí
4 de outubro de 2022
Cidades em Foco
GeralPicos

Em Picos, serviço de neurocirurgia do Hospital Regional Justino Luz já realizou 81 cirurgias

Fotos: Ascom

Em seis meses, o setor de neurocirurgia do Hospital Justino Luz, em Picos, já realizou 1.182 atendimentos, entre pareceres, internações e cirurgias. O serviço foi implantado em fevereiro deste ano com o objetivo de atender a demanda neurológica da macrorregião de Picos.

No total, 81 procedimentos cirúrgicos já foram realizados desde a implantação do serviço. São pacientes com traumas ou AVC, que geralmente chegam ao hospital com um quadro grave de saúde.

O coordenador da Neurocirurgia do Piauí, Dr Cleciton Braga avalia o trabalho no hospital de Picos de forma positiva.

 “Caminhamos com o serviço de uma forma muito positiva. Há muito tempo acompanhávamos de Teresina a dificuldade que a população dessa região tinha em conseguir atendimento, cirurgia e tratamento adequado. Afinal tempo é vida para pessoas com lesões neurológicas. Nesse período de 6 meses tivemos 81 cirurgias, 293 internações entre UTI e enfermaria e 808 pessoas atendidas no pronto socorro. Mais de 800 pessoas dessa macrorregião foram atendidas aqui em Picos, sem precisar de transferência para capital”, explica Cleciton.

Com a implantação do serviço de neurocirurgia no Hospital Justino Luz a transferência de pacientes para Teresina ou Floriano foi reduzida. Cleciton Braga aponta ainda números das cirurgias realizadas no interior do estado, desafogando assim o fluxo para capital e salvando mais vidas. 
“ Nesse período já tivemos 280 cirurgias neurológicas que não foram realizadas na capital, apenas no interior do estado e no litoral – nos hospitais de Picos, Floriano e Parnaíba”, acrescentou o coordenador.

De acordo com a diretora Geral do Justino Luz, Genyana Lea, foi um grande avanço na saúde do Piauí a realização de cirurgias neurológicas em Picos.

“O Justino Luz já contava com o atendimento e pareceres neurológicos, trabalhamos junto ao governo do estado e FEPSERH para a implantação da neurocirurgia. Criamos o setor específico, reformamos e ampliamos o centro cirúrgico para funcionar o serviço”, disse Genyana.

De acordo com o presidente da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares, órgão que administra o Hospital Justino Luz, Ítalo Rodrigues, o serviço de neurocirurgia tem contribuído para a descentralização da assistência médica no estado. 
“É mais um avanço do Governo do Estado para ampliar o número de salas cirúrgicas na rede hospitalar estadual. Isso tem salvado muitas vidas e melhorado a assistência em alta complexidade no interior”, destaca o presidente.

Ascom HRJL

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais