35.4 C
Piauí
3 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Geral Internacional

Em reação a Bolsonaro, Senado segura indicação de André Mendonça para o STF

Bolsonaro - Foto reprodução do Instagram do Presidente!

Diante dos ataques do presidente Jair Bolsonaro ao Judiciário, o Senado decidiu segurar a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Senadores disseram ao blog que a sabatina do ex-ministro de Bolsonaro pode ficar para outubro ou novembro, atrasando os planos do governo.

A indicação oficial de André Mendonça foi enviada ao Senado no dia 13 de julho, antes do recesso parlamentar.

Até o momento, porém, não foi lida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). E não está nos planos do presidente da Comissão de Constituição e Justiça, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pautar a sabatina para os próximos meses .

Interlocutores de Alcolumbre disseram ao blog que ele pode agendar a sabatina apenas para o mês de novembro.

Segundo eles, Alcolumbre avalia que não há clima para a sabatina, diante dos ataques que Bolsonaro tem feito a ministros da Suprema Corte, para onde Mendonça foi indicado.

Aras

Já em relação à sabatina para analisar a recondução do procurador-geral da República, Augusto Aras, Alcolumbre tem dito a interlocutores que pode pautá-la em breve, mesmo tendo sido enviada depois da indicação de Mendonça.

A recondução de Aras é vista como garantida. Já a indicação de Mendonça sofria resistências no Senado, mas ele conseguiu reverter o clima.

Só que, agora, com os ataques de Bolsonaro ao STF, o ambiente voltou a piorar, e o presidente da República corre o risco de ver a indicação rejeitada, diante da atmosfera de conflitos entre Executivo e Judiciário.

Fonte: Por Valdo Cruz  –  G1

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais