33.5 C
Piauí
1 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Geral Polícia

Ex-tenente do Exército é condenado a 37 anos de prisão pela morte de Iarla Lima

Foto: Reprodução/redes sociais

O ex-tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, foi condenado a 37 anos e 4 meses de prisão pela morte da estudante de arquitetura Iarla Lima Barbosa, e por tentativa de homicídio contra a irmã e uma amiga da estudante. A sessão do Tribunal Popular do Júri que definiu a condenação teve durou mais de 19 horas e foi encerrada por volta das 4h da manhã desta quinta-feira (25).

O julgamento foi presidido pelo juiz Antônio dos Reis Noleto, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri da Comarca de Teresina. O promotor Ubiraci Rocha representou o Ministério Público Estadual.

José Ricardo da Silva Neto participou do julgamento através de uma videoconferência direto de Recife (PE), onde mora atualmente.

Durante todo o dia, familiares e amigos de Iarla Barbosa Lima realizaram manifestações e cobraram a condenação do acusado de matar a jovem.

O crime

O crime ocorreu na madrugada do dia 19 de junho de 2017, após o casal deixar um bar na avenida Nossa Senhora de Fátima. De acordo com a polícia, o ex-tenente fez os disparos contra Iarla dentro do carro, durante uma discussão. A jovem morreu no banco da frente do veículo.

A irmã dela e uma amiga também foram atingidas e sobreviveram. Elas conseguiram fugir do carro após os disparos.

Fonte: Natanael Souza  / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais