23.1 C
Piauí
18 de janeiro de 2020
Cidades em Foco
Geral Polícia

Fábio Abreu diz que dinheiro foi destruído em explosão a carro-forte no Piauí

O secretário estadual de Segurança, Fábio Abreu, informou que, até o momento, não há provas que relacionem os dois roubos a carros-fortes na BR-343, que ocorreram ontem (19) no Piauí.

Fábio Abreu ressaltou que apesar dos roubos terem ocorrido no mesmo dia, na mesma rodovia federal e com abordagens semelhantes, não há evidências o suficiente para afirmar que foram orquestrados pela mesma quadrilha.  Equipes do Bope e do Greco estão em campo.

Na ocorrência entre Campo Maior e Altos, na BR-343, no Km 392, os assaltantes não conseguiram levar o dinheiro, pois um dispositivo instalado no veículo foi acionado com a explosão e destruiu todo o dinheiro.

Neste caso, o veículo ficou em chamas. O fogo seria consequência de um dispositivo de segurança que queimou o dinheiro. Nesta ação, um vigilante ficou ferido.  A quantia não foi revelada.

“No carro-forte da empresa de Campo Maior existe um sistema em que se é lançado uma espuma nas cédulas e elas são destruídas, molhadas, não servem mais para nada. Eles (assaltantes) pensaram que os seguranças tivessem acionado o sistema, e daí deram uma rajada em direção ao mato e atingiu um dos vigilantes, mas o primeiro disparo foi frontal que pegou de raspão na cabeça do motorista”, disse o secretário.

Já o outro roubo a carro-forte ocorreu às 16h43 de segunda-feira (19) no Km 430 da BR-343, no município de Lagoinha. O carro-forte da empresa Cet-Seg foi abordado ainda em movimento por bandidos com forte armamento e forçado a parar. Os suspeitos explodiram o cofre e levaram o dinheiro. Um vigilante baleado na perna foi socorrido por populares.  O outro, em um vídeo amador, aparece com um sangramento no braço.

“Eu acredito muito que essa ocorrência, principalmente a da Estaca Zero, será desvendada mais rapidamente, até em função da ocorrência em Campo Maior, que nós também temos equipes com o mesmo empenho para que a gente possa prender. Até mesmo para fazer ou não uma relação entre as ocorrências, e se faz parte da mesma quadrilha”, disse o secretário.

Os policiais localizaram um acampamento usando por  alguns dos assaltantes no povoado Estaca Zero.


(foto: divulgação/whatsapp/autoria desconhecida)

 

Fonte: Carlienne Carpaso / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais