33.1 C
Piauí
21 de junho de 2021
Cidades em Foco
Esportes Geral Piauí

FFP proíbe homem que agrediu repórter de entrar em estádios do Piauí

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

A Federação de Futebol do Piauí (FFP) suspendeu permanentemente a entrada de João Paulo dos Anjos Abreu nos estádios com jogos promovidos pela entidade e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O homem foi identificado em imagens agredindo a repórter Emanuele Madeira, que registrava uma confusão na partida Altos x Fluminense-PI, pelo Campeonato Piauiense. João Paulo tirou o celular à força da mão da jornalista e usou a violência para impedir que o aparelho fosse recuperado.

Após apuração feita pela FFP, a entidade identificou João Paulo como membro do Altos. A reportagem não conseguiu localizá-lo.

Em nota, a FFP afirmou que João Paulo dos Anjos Abreu foi autorizado a entrar no estádio por estar relacionado no staff do clube alviverde, exercendo a função de auxiliar de Centro de Pesquisa e Análise (CPA), uma espécie de analista.

Devido à Covid-19, a entrada nos estádios do Piauí precisa passar pelo credenciamento. O nome de João Paulo estava na lista do Altos, mesmo assim o clube não o reconheceu.

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

– Considerando os incidentes, em que o senhor João Paulo dos Anjos Abreu, credenciado pela equipe do Altos na função de staff, usando da força física, praticou atos de agressão e violência contra a pessoa da senhora jornalista Emanuele Madeira. Resolve: suspender permanentemente o credenciamento do senhor João Paulo dos Anjos Abreu para as competições organizadas pela Federação de Futebol do Piauí e Confederação Brasileira de Futebol – diz a FFP.

– A FFP repudia com veemência a atitude de João Paulo e manifesta sua solidariedade à jornalista Emanuele Madeira, que tem exercido a profissão com o estrito senso profissional que caracteriza a prática saudável do jornalismo. Rechaçamos todo e qualquer tipo de violência contra as mulheres e não compartilhamos do pensamento de pessoas que ainda não compreenderam que lugar de mulher é onde ela quiser – finaliza a nota da FFP.

O relatório do delegado da partida e a súmula do jogo com o relato do caso de violência foram encaminhados à procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí. O órgão deve formalizar denúncia à comissão disciplinar.

Confusão começou entre técnico e presidente

O vídeo gravado pela cronista mostrava o bate-boca entre Wallace Lemos e Warton Lacerda, que são contidos por jogadores e funcionários dos dois times. O tumulto abre uma série de agressões físicas e verbais entre os envolvidos. Ao se afastar da aglomeração, a jornalista é confrontada por João Paulo dos Anjos Abreu.

– Ei, ei, não tô sendo filmado aqui, não, moça – ameaça o funcionário.

– Nem toque – responde a jornalista.

– Pois é, pois não venha filmar ninguém aqui, não – diz o homem antes de tomar o celular da cronista.

A equipe de reportagem registou um boletim de ocorrência na delegacia de Altos.

“Covardemente agredida”, repudia OAB-PI

As comissões de direito desportivo, da mulher advogada e de liberdade de imprensa e expressão da OAB-PI repudiaram veementemente os atos de violência após a partida Altos x Fluminense-PI.

– Quando um jornalista é agredido, não é apenas um profissional que se fere, mas toda a sociedade, pois o que se tentou, com esse ato covarde, foi calar a liberdade de imprensa e tolher, de toda a sociedade, o direito à informação – disse a entidade.

 A culpa pela violência nunca é da vítima e se posiciona contra todo tipo de julgamento sobre o perfil da profissional ou, ainda, outros aspectos que transfiram o foco dos fatos e da figura do autor para a vítima. Diante da gravidade dos fatos, a OAB Piauí reforça que acompanhará o caso com o intuito de preservar os direitos da vítima, a sua imagem profissional e o devido processo legal para todos os envolvidos – concluiu, em nota, a entidade.

Fonte: GloboEsporte

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais