25.5 C
Piauí
25 de fevereiro de 2020
Cidades em Foco
Geral Política

Firmino diz que retorno de Sílvio Mendes ao PSDB não é garantia de ser candidato

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), garantiu que o processo de escolha do nome do PSDB para as eleições municipais ainda está em curso e o retorno de Sílvio Mendes (sem partido) a sigla não é garantia de ser o candidato.

Semana passada, Sílvio Mendes confirmou a lideranças políticas que voltará a se filiar ao PSDB. Ele estava no Progressistas, mas saiu do partido.

Para o prefeito, o fato determinante para a definição do nome será as novas rodadas de pesquisas qualitativas. Firmino cita as eleições de 2004 como semelhantes a de 2020. Ele lembrou que na campanha de 2004 Freitas Neto liderava as pesquisas de intenções de votos, mas o nome escolhido foi o do Silvio Mendes por apresentar potencial de crescimento, naquela época, nas amostragens qualitativas. Sílvio foi para o segundo turno com Adalgisa Moraes Sousa, esposa do prefeito Mão Santa, e ganhou as eleições.

“Em 2004, as pesquisas quantitativas apontavam um candidato com maior intenção de votos era Freitas Neto, e acabamos escolhendo Sílvio Mendes, porque a análise qualitativa nos dava um potencial maior para Sílvio ganhar eleição. Por isso que a pesquisa quantitativa a essa altura é jogar dinheiro fora, a boa mesmo e bem feita é a qualitativa, e precisa ser uma qualitativa com método”.

Firmino Filho disse que a volta de Silvio Mendes ao PSDB é bom para ambos.

“É bom para o PSDB e é bom pra ele (Sílvio Mendes) e é bom que está todo mundo junto”.

Ao ser questionado se a nova filiação facilita a escolha do nome de Sílvio, Firmino disse: “O processo está em marcha e vai escolher o candidato e no início de março vamos anunciar”.

Sobre o perfil do candidato, ele destacou: “Precisa ser gestor, que tenha capacidade de fazer uma boa campanha, de ser um bom prefeito e represente a nossa equipe e tenha capacidade de fazer enfrentamento dos grandes desafios que a cidade tem”.

O prefeito disse ainda que a escolha está difícil, devido ter uma lista de nomes. “Está difícil porque tem muito nomes bons, cada um com suas qualidades e pontos fortes. e a gente precisa ter paciência e está reproduzindo um processo de 2004”.

Firmino garantiu que o candidato não será uma escolha pessoal.

“Vai pesar o posicionamento da cidade e o perfil que a cidade espera do nosso candidato. Não será uma escolha pessoal”.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais