30.7 C
Piauí
10 de abril de 2020
Cidades em Foco
Entretenimento Geral

Foliões serão revistados para impedir armas, drogas e vidros no Corso

O Corso de Teresina começa logo mais, às 16h, na Avenida Raul Lopes, e a expectativa é que mais de 300 mil foliões participem da festa. Para garantir a segurança no evento, a organização pede que as pessoas não levem garrafas de vidro.

Além das garrafas, a Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FCMC) alerta que armas, fogos de artifícios e as drogas ilícitas estão na lista de proibições do Corso de Teresina. O coordenador adjunto de Operações da Polícia Militar, tenente coronel Oséas Canuto, explica que todos os foliões devem passar por uma revista rápida.

“A ideia não é constranger ninguém e, sim, dá uma sensação de segurança. Todas as entradas, com exceção das entradas dos acessos do caminhões, será fechadas com o contêineres”, adianta o tenente coronel.
Os paredões de som também continuam proibidos no corredor da folia. Quem insistir, terá o carro de som recolhido pela Polícia Militar.

“Vai ter reboque na hora que o paredão aparecer. Vai ser apreendido e tirado de lá se tiver no corredor da folia, na Avenida Raul Lopes. Vamos ter seis palcos com vários tipos de música para alegrar os foliões”, acrescenta o coronel. VEJA AQUI PROGRAMAÇÃO DAS ATRAÇÕES MUSICAIS

O presidente da FCMC, Luís Carlos Martins, ressalta  que não há muitas exigências na festa e que o importante é que os foliões se divirtam.

“Os órgãos se colocam para fazer  coisas mínimas, para não impactar na liberdade das pessoas. O povo de Teresina gosta do corso, é um evento que está na alma da cidade. Isso é muito importante. Com certeza que teremos muita segurança   e muita alegria acima de tudo”, garante.

Fonte: Izabella Pimentel / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais