24.2 C
Piauí
28 de fevereiro de 2021
Cidades em Foco
Geral Política Saúde

Governadores acionam Butantan e Fiocruz após “quebra” de cronograma por Ministério

Wellington Dias - Foto: Ccom

O Fórum dos Governadores do Brasil enviou ofícios ao Instituto Butantan e a Fiocruz cobrando o cronograma detalhado acerca do recebimento de insumos (IFAs) e entrega das vacinas adquiridas no exterior e produzidas pelas duas instituições. As informações foram solicitadas após o Ministério da Saúde mudar o cronograma apresentado na quarta-feira (17) aos estados. Para o governador Wellington Dias, coordenador da temática Estratégia para vacina contra Covid-19 do Fórum Nacional de Governadores, a “quebra” do cronograma decepciona.

“A quebra que tivemos no cronograma de vacinação causa uma decepção e uma insegurança também. Ainda ontem nós dialogamos pelo Fórum dos Governadores e, por vontade de uma ampla maioria, tomamos a decisão de buscar uma alternativa para compra de vacinas pelos estados. Acertamos com o ministro da Saúde de que essas vacinas que vamos comprar estarão dentro da regra do Plano Nacional da Imunização. O próprio ministro, como já havia dito na reunião, coloca que o ministério pode reembolsar os estados. Mas, independente disso, a nossa responsabilidade é de garantir vacina para que a gente possa imunizar mais cedo. A nossa meta é alcançar 25% da população até abril. É isso que vai reduzir hospitalização e óbitos”, disse o governador.

Em relação a Coronavac, por exemplo, o ministro Eduardo Pazuello havia anunciado no encontro com os governadores a entrega de 9,3 milhões de doses ainda em fevereiro. O total, porém, estava acima do que havia sido anunciado horas antes pelo Butantan. O instituto prevê entregar 426 mil doses por dia a partir do dia 23, o que corresponderia a 2,6 milhões de doses.

“Com a quebra do cronograma que o Ministro apresentou, agora estamos cobrando do ministro e do Butantan com a Sinovac e da Serum/Astrazeneca e Fiocruz  o que permanece do cronograma e o que foi alterado. O lado bom é que temos um cronograma oficial para as providências necessárias e fazer acontecer. Antes estava pior pois nem isto tínhamos.

 Hoje estamos formalizando para o Butatan e Fiocruz, pelo Fórum dos Governadores, pedido de apresentação do cronograma atualizado, sem isto é impossível planejamento e sem planejamento é risco de mais mortes”, alerta Wellington Dias.

“Reconhecemos que o Butantan tem tido importante destaque no suprimento de vacinas com entregas ao Ministério da Saúde e, para a responsabilidade que temos com a população brasileira, nós governadores precisamos ter o cronograma atualizado e detalhado para planejar vacinação em 5.600 municípios”, diz o governador.

Sobre a Fiocruz, o governador disse que a Fundação antecipou a chegada de doses do dia 25 de fevereiro para o dia 23.

“Com a Fiocruz uma notícia boa: os 2 milhões de doses da Serum previstas para quinta foram antecipadas para chegar ao Brasil na terça. Foi confirmado ainda a chegada de IFAs em dois lotes para dias 22/02 e 28/02 suficientes para garantir a entrega dos 12.900.000 previstos pela Fiocruz para março”, explica o governador.

Nos ofícios, os governadores argumentam que o objetivo é a manutenção da estratégia segundo as regras do Plano Nacional de Imunização (PNI), a fim de alcançar número suficiente de vacinas até o próximo mês de abril.

“Inclusive contando com variadas vacinas, suficientes para garantir ao menos a primeira dose a aproximadamente 25% da população brasileira, correspondente à Fase I de imunização, contemplando cerca de 50.000.000 de pessoas”, diz o documento.

Os estados pedem ainda que o Butantan e a Fiocruz viabilizem, caso seja possível, alternativas para a vacinação no País, obtendo mais doses de imunizantes além dos já contratados, com o propósito de antecipar, para data anterior a julho deste ano, a previsão de produção de IFAs no Brasil.

Fonte\: Hérlon Moraes / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais