27.8 C
Piauí
30 de março de 2020
Cidades em Foco
Geral Pernambuco em Foco Saúde

Governadores do Nordeste cobram coordenação nacional da crise e criticam Bolsonaro: “brigas não salvarão o País”

Imagem ilustrativa / reprodução

Os governadores dos 9 estados da região Nordeste do Brasil divulgaram carta na qual criticam o pronunciamento “agressivo” do presidente da República, Jair Bolsonaro, e cobram uma coordenação e cooperação nacional para a crise provocada pela epidemia de Covid-19.

Veja a carta na íntegra:

Reunidos através de videoconferência, na tarde desta quarta-feira (25), os integrantes do Consórcio Nordeste ressaltaram a necessidade de ações urgentes do Governo Federal para trabalhadores informais e autônomos, prejudicados pelas medidas de isolamento da população.

Na carta, os gestores afirmam que “agressões e brigas não salvarão o País. O Brasil precisa de responsabilidade e serenidade para encontrar soluções equilibradas”. Para os governadores, é preciso uma coordenação nacional para “proteger os empregos e a sobrevivência dos mais pobres”.

Outras parte da carta contrariam o pronunciamento de Jair Bolsonaro em rede nacional. Os governadores afirmam terem ficado frustrados com o presidente, “que deveria exercer o seu papel de liderança e coalizão em nome do Brasil”.

Os gestores afirmam que irão manter as medidas adotadas no momento, “seguindo orientação de profissionais de saúde, capacitados para lidar com a realidade atual”. Ontem, Bolsonaro criticou o fechamento de escolas e outras medidas restritivas em nome da preservação da economia do País.

Assinam a carta os governadores Wellington Dias (Piauí), Rui Costa (Bahia), Renan Filho (Alagoas), Camilo Santana (Ceará), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Paulo Câmara (Pernambuco), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Belivaldo Chagas (Sergipe).

Fonte: Fábio Lima / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais