24.9 C
Piauí
17 de abril de 2021
Cidades em Foco
Geral Política

Governo cobra posição do Ministério sobre insumos e não descarta lockdown no Piauí

Osmar Junior - Foto: Roberta Aline

O governador Wellington Dias irá se reunir com o Ministério da Saúde ainda nesta sexta-feira e irá cobrar do órgão uma garantia para que não faltem insumos para os Estados.

O secretário Estadual de Governo, Osmar Junior, afirmou que cabe ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantir que não faltará nem médicos e nem oxigênio para os estados.

“O Piauí felizmente tem conseguido garantir o atendimento às pessoas que precisaram do atendimento. Vagas, medicamentos e transportes e foi cumprida essa missão. Com esse crescimento em uma espiral muito maior do que se imaginava, o governador está preocupado com a oferta de insumos. E um desafio grande. A UTI para funcionar tem que ter oferta básica de medicamentos e equipe técnica. O governo por meio de ofício pede informações ao Ministério da  Saúde sobre um plano estratégico  de garantia de insumos  para atendimento de pacientes com Covid-19. Precisamos que o Ministério  cumpra para que aqui na ponta possamos fazer o atendimento das pessoas”, afirmou.

Apesar da preocupação, ele diz que o Piauí ainda não corre risco de desabastecimento pelo próximos 90 dias.

“Hoje, o Estado tem insumos e oxigênio. No entanto, precisamos ter garantia que não vai faltar. A preocupação é que os medicamentos para UTI, a demanda ocorre ao mesmo tempo em todo país. O ministério e que tem condições de fazer aquisição em grande escala”, afirmou.

Osmar Junior não descarta lockdown no Piaui. Na próxima terça-feira haverá uma reunião com membros do COE para discutir se o toque de recolher e outras ações.

“É possível. Mas, vamos insistir com a população  para que se cumpra as orientações e determinação  do poder público. Isso poderá cortar o crescimento  do ciclo. Ontem, a fiscalização foi reforçada. Cabe ao governo tomar as medidas necessárias para enfrentar a pandemia. Essas medidas quando necessárias serão tomadas. O lockdown não é descartado. No entendo apostamos no cumprimento das vigentes”, afirmou

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais