Governo começa a mapear terras do estado em janeiro de 2016; Saiba mais!

O governo do Piauí, através do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), começará em janeiro do ano que vem o mapeamento por satélite das terras do estado. As medições serão feitas através de Georeferenciamento – que são imagens de satélites precisas. Com a delimitação das terras, as escrituras serão expedidas pelos cartórios.

“A falta de regularização fundiária do Estado transmite insegurança jurídica para as pessoas e empresas. Elas não vêm ao Piauí para investir. Quando nós regularizarmos fundiariamente o Estado, nós daremos segurança jurídica para as nossas empresas e pessoas e elas começarão a investir mais pesadamente “, garante o diretor do Interpi, José Osmar Alves.

A primeira área mapeada será a região Sul. O estado quer saber com exatidão quanto há de terras públicas e privadas. A previsão é que no sul do Piauí haja 3,5 milhões hectares de terras públicas e 2,5 milhões de hectares já estariam ocupados .

Segundo o Interpi, se área ocupada for pública e estiver produzindo as famílias não será removidas. “Se estiver dando a função social da terra, se estiver produzindo, não há risco de sair”, declarou.

Na grande Teresina, o Interpi está finalizando um convênio com o IFPI para mapear as terras da região.

 

 

Fonte: Hérlon Moraes / Cidade Verde

Deixe uma resposta