31.4 C
Piauí
21 de abril de 2019
Cidades em Foco
Geral Pernambuco em Foco

Guilherme Dantas grava clipes de novo EP em Horizonte

O sanfoneiro e compositor Guilherme Dantas prepara o primeiro EP com clipes da carreira para ser lançado em abril. Intitulado “Tô Nem Vendo”, o trabalho conta com participações de Jonas Esticado, JM Puxado, Junior Viana e Romim Mata. Ao mesmo tempo, o forrozeiro compõe para outros cantores de renome, tais como Gusttavo Lima e Wesley Safadão.

Guilherme Dantas tem deficiência visual desde que nasceu, mas isso não o impediu de ir em busca de seus sonhos no meio musical.

Com 27 anos, ele é conhecido no forró e sertanejo como um dos nomes mais bem consolidados da composição. Deixando os bastidores da música para tomar os palcos, o cantor lançará a primeira canção do novo trabalho, todo inédito, no dia 5 de abril. A produção foi gravada pela Stainy Filmes na fazenda Forquilha, no município de Horizonte.

Mesmo sem enxergar o cenário ou a disposição do palco, o sanfoneiro afirma que buscou um local que trouxesse leveza aos sentimentos dele. “Eu gosto do mato. Esse trabalho audiovisual é voltado na confiança de quem me acompanha musicalmente”, explica.

Cinco clipes foram gravados em dois dias. As fortes chuvas do mês de março no Ceará chegaram a atrapalhar as gravações. “Juntar As Escovas” será a primeira canção a ser lançada. O clipe tem participaçãodo cearense Jonas Esticado. “A letra fala de duas pessoas que estão se conhecendo e estão muito apaixonadas. O desfecho? Só ouvindo”, brinca o cantor. O EP conta ainda com “Amor Digital”, “Prisioneiro de Você” e “Eu Vou Morrer Solteiro”. Um evento será marcado em Fortaleza para o lançamento do novo trabalho do forrozeiro.

Uma das participações para a qual Guilherme Dantas chama atenção no EP é a do cantor JM Puxado. “É um nome novo que vem trabalhando o xote. O legal da música é isso. Ele vem trazendo algo que já existe, mas com a roupagem da juventude. O que o povo quer, as vezes, não precisa ser inventado e sim renovado”.

Mercado

O novo repertório conta com música de vaquejada e até uma bachata. “A sanfona sempre estará presente. Cada música do
meu novo trabalho tem um gênero diferente. Eu acho válido essa mistura. Hoje, as pessoas escutam o que querem em diferentes plataformas. Nós, como artistas, temos que acompanhar o público”.

Mesmo no palco como cantor ou nos bastidores como compositor, o anonimato ainda é um desafio para quem compõe. Apesar disso, Guilherme Dantas acredita que essa barreira está caindo aos poucos. “Nosso trabalho já foi bem mais velado. Isso varia muito de artista para artista. O cantor quando compra uma música não tem a obrigação de divulgar quem escreveu. Pouco a pouco estamos sendo apresentados. Muitos até estão dando as caras nos palcos”, explica. 

Fonte: Diário do Nordeste 

Fonte: 

Notícias relacionadas

Falta de penicilina benzatina, que trata sífilis, preocupa médicos no Brasil

Junior Oliveira

Iraniano é condenado a 74 chicotadas por maus-tratos a cachorro

Junior Oliveira

83% dos municípios do Piauí têm alto índice de carência social. Veja a lista!

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais