Hacker invade site da Uninovafapi e ameaça divulgar dados de 30 mil pessoas

O site do Centro Universitário Uninovafapi sofreu um ataque cibernético nesta quarta-feira (20). Em mensagem postada no website da faculdade, um hacker ameaça divulgar dados pessoais e acadêmicos de mais de 30 mil pessoas, entre alunos, ex-alunos e funcionários da instituição.

O hacker diz que a situação é “bem grave” e garante que, caso a faculdade não ceda às suas ameaças, os dados serão vazados “para todos terem acesso”. O invasor avisa que acessou importantes sistemas da faculdade e conseguiu números de CPF’s, RG’s, endereços, celulares, e-mails, senhas, listas de inadimplentes, notas, fotos dos rostos, faltas, diários de classes, entre outras informações da insituição.

O hacker pede que a faculdade transfira 1.7 bitcoin[moeda que só circula na internet] para um código enviado por ele aos administradores do site e para a reitoria da instituição. O valor equivale, de acordo com o invasor, a R$18 mil.

“Na verdade é quase um trocado se comparado ao que poderá ocorrer. Não estou blefando, nem estou com muita tolerância à resistências”, ameaça dizendo que ,se até sexta-feira (22) não houver uma resposta da faculdade, haverá um vazamento parcial dos dados.

Em nota enviada à imprensa, o Centro Universitário Uninovafapi comunica que retirou o site do ar como uma medida de segurança, após o mesmo ter sido hackeado. A faculdade garante, ainda, que o setor de Tecnologia da instituição está trabalhando para bloquear o uso indevido das informações e garantir a segurança do banco de dados.

“O Uninovafapi reafirma seu compromisso com a comunidade acadêmica e garante que está tomando todas as medidas cabíveis para resolver esse problema em curto espaço de tempo”, garante o centro universitário.

Oito casos

O delegado titular da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes de Alta Tecnologia (Dercat), Daniel Pires, disse ao Cidadeverde.com que o caso já foi registrado na especializada. Inicialmente serão realizadas perícias para identificar a autoria do ataque.

O delegado conta que sequestros virtuais de dados está crescente no Piauí e que só neste ano foram registrados oito casos desta natureza na delegacia. Todas as vítimas foram empresas comerciais.

Veja na íntegra a nota: 

O Centro Universitário Uninovafapi comunica que retirou o site do ar como uma medida de segurança, após o mesmo ter sido hackeado.

O Centro de Tecnologia da IES já está trabalhando para bloquear o uso indevido das informações e garantir a segurança do banco de dados.

O Uninovafapi reafirma seu compromisso com a comunidade acadêmica e garante que está tomando todas as medidas cabíveis para resolver esse problema em curto espaço de tempo.

 

Izabella Pimentel / CidadeVerde

Compartilhar:

Júnior Oliveira

Diretor Geral