21.9 C
Piauí
23 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Geral Piauí Saúde

HGV investe em segurança do paciente e zera infecções

Na terça-feira (17) foi comemorado o Dia Mundial de Segurança do Paciente. A data lançada este ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre a importância da assistência segura. Dentro dessa perspectiva, o Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teesina, tem implantado ações e firmado compromissos para garantir uma assistência segura e de qualidade ao paciente.

Desde 2014, o HGV iniciou a implantação de todos os protocolos de Segurança do Paciente e atualmente são 32 indicadores monitorados e avaliados. O hospital também participa de dois projetos do Ministério da Saúde nessa área. Um dos projetos é o “Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, que trata da redução, nas UTIs, das infecções relacionadas à assistência. No mês de julho, conseguiu resultados satisfatórios, zerando na UTI 01, as infecções relacionadas à assistência, dentre elas, a infecção primária de corrente sanguínea laboratorial (IPCSL), pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) e a infecção do trato urinário (ITU).

O segundo projeto que o HGV participa é o Paciente Seguro, que tem como objetivo reforçar a qualificação do cuidado em estabelecimentos de saúde e melhorar a segurança do paciente em hospitais públicos. Para isso, o hospital já implantou as seis metas internacionais de segurança do paciente: identificar corretamente o paciente, melhorar a efetividade da comunicação, melhorar a segurança das medicações, proporcionar uma cirurgia segura, reduzir o risco de infecções associadas ao cuidado em saúde e reduzir o risco de lesões por pressão e de quedas.

Para o diretor-geral do HGV, Gilberto Albuquerque, isso significa que o HGV está oferecendo o que há de melhor em termos de cuidados e serviços ao paciente, ao realizar o acolhimento.

O presidente da Fundação Hospitalar do Estado (Fepiserh), Welton Bandeira, que gerencia o HGV, destaca a importância de se investir na segurança do paciente. “São vários os fatores positivos em investir nesses protocolos, como uma melhor e mais rápida recuperação do paciente, sem riscos de agravos ou novas complicações e respectivamente, evitamos custos com um tempo maior de internação ou tratamento de outras patologias provenientes de infecções hospitalares”, comenta.

Com a finalidade de reforçar essas ações, nos dias 2 e 3 de outubro, o HGV realiza a III Semana de Segurança do Paciente e o II Fórum de Prevenção de Quedas.

PONTE ESTAIADA

Em Teresina, as luzes da ponte Estaiada vão estar na cor laranja para chamar a atenção para a data. Uma iniciativa do Grupo de Estudo em Segurança do Paciente e Sistematização da Assistência de Enfermagem da Universidade Federal do Piauí – UFPI e apoio da Diretoria de Vigilância Sanitária do Estado, Secretaria de Saúde e Governo do Estado.

Fonte: ASCOM

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais