35.4 C
Piauí
3 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Geral Polícia

Homem é condenado a 17 anos de prisão após matar esposa com tiro no pescoço no Piauí

O crime teve qualificadora de feminicídio e motivo fútil, por ter sido motivado por ciúmes. — Foto: Patrícia Andrade/G1

José Roberto Costa dos Anjos foi condenado pelo Tribunal Popular do Júri, na tarde de quarta-feira (20), a 17 anos e seis meses de prisão por homicídio doloso, após matar a esposa Maria Caroline da Costa em Campo Maior, município a 76 km de Teresina, em janeiro de 2020.

O crime teve qualificadora de feminicídio e motivo fútil, por ter sido motivado por ciúmes. Segundo o Ministério Público, testemunhas e áudios de telefone comprovaram que o acusado praticava violência doméstica contra a vítima, por meio de agressões físicas e verbais.

O acusado está preso desde o dia 12 de janeiro de 2020, data do crime, e deve continuar a cumprir a pena em regime fechado, e não possui direito de recorrer à decisão em liberdade.

“Há ainda apontamentos de que este não é o primeiro crime de homicídio que o acusado cometeu, tendo ele próprio, na primeira etapa do seu interrogatório, admitido a prática de crime no Maranhão. Deve, portanto, ser mantido preso para assegurar a garantia da ordem pública e a aplicação da lei penal”, diz trecho da decisão.

Relembre o crime

Maria Caroline Macena da Costa foi encontrada morta dentro de casa, na manhã do dia 12 de janeiro de 2020. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo na região do pescoço.

Segundo a Polícia Civil, os vizinhos não chegaram a ouvir tiros e nem uma possível briga entre Maria Caroline e o marido, José Rodrigues. No entanto, relataram que o relacionamento era conturbado e havia histórico de agressões.

O suspeito foi preso horas após o crime, próximo à cidade de Coivaras, a 33 km de Campo Maior, em uma operação conjunta entre a Polícia Militar e a Polícia Civil.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais