27.9 C
Piauí
17 de outubro de 2021
Cidades em Foco
Destaque Esportes Geral

Homem que agrediu jornalista no Piauí pega 10 jogos de gancho e multa de R$ 5 mil

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

A agressão sofrida pela jornalista Emanuele Madeira em uma briga generalizada no Campeonato Piauiense ganhou um novo capítulo quatro meses após o episódio. O Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI) condenou João Paulo do Anjos Abreu, membro do estafe do Altos, com 10 jogos de suspensão e pagamento de R$ 5 mil pela agressão à profissional de imprensa em abril deste ano.

O funcionário do clube agarrou a repórter pelo pescoço enquanto ela gravava um tumulto generalizado na partida entre Altos e Fluminense-PI pelo estadual. O Jacaré também foi punido pela Comissão Disciplinar com o pagamento de R$ 15 mil e com a interdição do estádio Felipão, onde a equipe recebia seus jogos na Cidade da Manga, a 40km de Teresina. A decisão cabe recurso.

A procuradoria do TJD-PI denunciou Altos e “Joãozinho”, como é conhecido o funcionário do clube, após a grande repercussão do caso. O processo Nº 022/2021 foi julgado pela 2ª Comissão Disciplinar do Tribunal.

No entendimento do TJD-PI, a praça esportiva foi interditada por não atender aos requisitos exigidos pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva. O Artigo 211 do CBJD prevê punição passível de multa ao clube mandante caso o estádio não apresente “estrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança”.

Um bate-boca entre o técnico Wallace Lemos, do Flu-PI, e o presidente do Jacaré, Warton Lacerda, desencadeou uma batalha campal na porta dos vestiários do estádio Felipão.

Na confusão, enquanto filmava a briga, a profissional da TV Clube, afiliada da Globo no Piauí, teve o celular arrancado à força e foi agredida no braço e no pescoço por “Joãozinho”, que se recusou a devolver o material de trabalho da jornalista. Após ser filmado pelo cinegrafista, o funcionário do Altos entregou o equipamento da repórter, que registrou boletim de ocorrências minutos depois.

À época, o Altos negou que a pessoa flagrada usando camisa do clube fazia parte do seu estafe. A Federação de Futebol do Piauí (FFP) condenou o caso e desmentiu o próprio filiado ao confirmar a inscrição de João Paulo do Anjos Abreu na ficha de jogo.

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

Agressão jornalista, Emanuele Madeira, Altos — Foto: Gustavo Cavalcante/TV Clube

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais