31.3 C
Piauí
18 de janeiro de 2021
Cidades em Foco
Geral Picos Saúde

Hospital Regional de Picos recebe posição “gold” em certificação internacional

Hospital Regional de Picos - Foto: Cidades em Foco!

Administrado pela Fundação Piauiense de Serviços Hospitalares (FEPISERH), o Hospital Regional Justino Luz, de Picos, acaba de subir de nível na certificação internacional “Ready Hospital Awarded to 2020”, entregue Instituto Angels e Laboratório Boehringer Ingelheim, da Alemanha, em reconhecimento ao tratamento a pacientes com acidente vascular cerebral (AVC) na fase aguda. A unidade piauiense agora possui o status “Gold”.

A premiação do instituto alemão avalia hospitais de todos os lugares do planeta, analisando se estão aptos para o atendimento do AVC, oferecendo uma estrutura mínima para a terapia e com monitoramento dos dados para então, receber o reconhecimento internacional. Para um serviço de saúde participar do Prêmio Angels é necessário registrar os atendimentos na plataforma Sits-QR (Safe Implementations of Treatments in Stroke), uma colaboração internacional sem fins lucrativos orientada para a pesquisa.

Para o presidente da FEPISERH, Pablo Santos, o reconhecimento internacional, assim como, a certificação ascender para a condição gold, retrata os avanços que a unidade hospitalar de Picos vem realizando em sua estrutura e atendimentos. “Desde 2018, estamos estruturando o Hospital Justino Luz para atender todos os pacientes da macrorregião de Picos, além de, investirmos na modernização do parque tecnológico e capacitação das equipes para oferecer um atendimento maior complexidade, buscando dar resolutividade aos procedimentos na própria unidade, sem precisar transferi-los para Teresina. Essa certificação reflete os investimentos aplicados pelo Governo do Estado e Fundação”, ressalta o gestor.

Pablo Santos destaca que certificação foi possível por conta dos investimentos em estruturação, equipamentos e capacitação das equipes.

O diretor técnico do Hospital de Picos, Tércio Luz, explica que a certificação foi alcançada após uma creditação anterior de condução dos pacientes com AVC no hospital. “Fomos premiados referente ao período de julho a setembro de 2020 e como nesses três meses seguintes, de outubro a dezembro, aprimoramos o atendimento, subimos para o status gold, o que representa o reconhecimento na melhoria dos serviços”.

Tércio destaca que são vários critérios de avaliação para que o hospital receba a certificação. “Os pacientes com AVC na fase aguda são submetidos ao tratamento com trombólise endovenosa com auteplase e depois passam para reabilitação com fisioterapia, cuidados de fonoaudiologia e realização de exames complementares para investigar as causas do AVC, como ultrassonografia doppler cervical e ecocardiograma”.

O diretor conta que também é avaliado o fluxo que os pacientes seguem no hospital, desde a enfermaria até as unidades de terapia intensiva (UTIs). “Os dados precisam ser cadastrados em uma plataforma internacional e assim, vamos preenchendo várias etapas e subindo de nível, sendo que o hospital sendo premiado com o status gold, indica que houve aprimoramento na terapia oferecida no último trimestre”, avalia Luz.

Por assessoria

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais