21.9 C
Piauí
23 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Concursos Destaque Geral

IBGE divulga alteração no edital um dia após lançar concurso público

O  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou na tarde desta quinta (26) alteração no seu edital para o concurso público a ser realizado neste ano pela FGV Projetos, um dia após ser lançado. A mudança está no nível de escolaridade para os cargos disponíveis.

Inicialmente, o edital divulgou a exigência do nível Ensino Médio para os cargos de Coordenador Censitário Subárea e Agente Censitário Operacional.

“Contudo, o correto é que para a função de Coordenador Censitário Subárea será exigido nível Superior Completo, enquanto para a função de Agente Censitário Operacional será exigido nível Médio Completo”.

O novo edital  para o Censo Demográfico 2020 oferece 1.343 vagas para coordenador censitário subárea e outras 1.315 para agente censitário operacional em todo o país, distribuídas por 1.031 municípios de todos os estados.

No Piauí são oferecidas 35 vagas para a função de Coordenador Censitário Subárea em 31 municípios-sede.Somente em Teresina são oferecidas 33 vagas para a função de Agente Censitário Operacional.

As inscrições estão abertas até 15 de outubro de 2019 e serão feitas pelo site da Fundação Getúlio Vargas, banca organizadora do processo seletivo.
O pagamento da taxa de inscrição para as duas funções deverá ser feito até 1º de novembro, sendo de R$ 58 para coordenador censitário subárea e de R$ 42,50 para agente censitário operacional.

As provas estão previstas para ocorrer no dia 8 de dezembro e serão realizadas em todos os municípios onde há vagas.

Remunerações mensais: R$ 3.100 para coordenador censitário subárea e de R$ 1.700 para agente censitário operacional.

O IBGE ressalta que “os candidatos a coordenador censitário subárea devem ter carteira nacional de habilitação definitiva ou provisória, dentro do prazo de validade, no mínimo para categoria B”.

O período máximo da contratação é de 12 meses, podendo ser prorrogado de acordo com a Lei nº 8.745/93. A jornada de trabalho para ambos os cargos será de 40 horas semanais, sendo 8 horas diárias. Os contratados terão direito aos auxílios alimentação, transporte e pré-escolar, além de férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação que regulamenta este tipo de contratação.

Carlienne Carpaso (com informações do IBGE)

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais