26 C
Piauí
4 de agosto de 2020
Cidades em Foco
Geral Piauí

Isolamento social evitou a morte de 3.500 piauienses, revela matemático

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

As medidas de isolamento social adotadas no Piauí evitaram, pelo menos, 3.500 mortes pela Covid-19 desde o início da pandemia. O cálculo é do matemático Jeferson Leite, professor do Departamento de Matemática da Universidade Federal do Piauí (UFPI), que acompanha e faz a análise dos dados para a Prefeitura de Teresina e para o governo do Estado.

De acordo com o especialista, através da análise dos modelos matemáticos, é possível fazer a projeção de diversos cenários que podem acontecer no decorrer do enfrentamento da doença. Os números são utilizados pelo poder público para balizar as ações de combate à pandemia.

No caso do Piauí, sem o isolamento social, o número de mortes, que hoje é 1.329, poderia ser superior a 5 mil. “Esses cálculos servem para que os gestores tomem as devidas providências e os devidos cuidados na hora de tomar decisões, como as relacionadas ao processo de reabertura”, explica.

Durante os últimos meses, o Estado do Piauí e a capital Teresina figuraram entre as primeiras posições do índice de isolamento social no Brasil. De acordo com Jeferson Leite, a média de isolamento no Estado é de aproximadamente 47%, durante os meses de pandemia.

Nas última semanas, o Piauí começou a passar pelas etapas do processo de reabertura organizada das atividades econômicas. Mais pessoas nas ruas, potencializa o risco de diminuição do isolamento social, o que acende um sinal de alerta para as autoridades de saúde.

O médico José Noronha, diretor do Hospital de Doenças Tropicais Natan Portela e membro do Comitê de Operações Emergenciais (COE), ressalta que o isolamento social ainda é a medida mais efetiva para o controle da pandemia enquanto os estudos sobre uma vacina para a Covid-19 não são concluídos. Ele alerta que o processo de reabertura econômica deve ser realizado com cautela, para evitar um novo aumento no número de casos.

“Se as pessoas, durante o processo de reabertura, não obedecerem todas as recomendações, elas podem colocar tudo que a gente está fazendo a perder”, alerta o médico.

Foto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

Durante o processo de retomada econômico e reabertura de atividades, a maior preocupação diz respeito a possibilidade de um aumento desordenado do número de casos de contaminação pelo novo coronavírus. “Precisamos da colaboração da população. Se a gente começa a abrir setores de forma desordenada, é óbvio que os casos da doença vão aumentar. A população precisa colaborar com as autoridades para que essa reabertura aconteça sem prejuízos”, reforça José Noronha.

Até o momento, de acordo com o Painel Epidemiológico da Secretaria de Saúde, o Piauí registra 51.477  casos confirmados e 1.329 mortes por complicações causadas pela Covid-19. Ainda de acordo com a Sesapi, 220 dos 224 municípios piauienses já registram casos de infecção pelo novo coronavírus.

Fonte: Natanael Souza / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais