26.4 C
Piauí
9 de junho de 2023
Cidades em Foco
DestaquePolítica

Justiça eleitoral cassa 21 prefeitos eleitos em 2012 no Piauí

A Justiça Eleitoral do Estado do Piauí já cassou 21, dos 224 prefeitos eleitos nas eleições municipais de 2012. Em menos de três anos, mais de 9% dos gestores eleitos pelo voto popular tiveram seus mandatos cassados.

Segundo levantamento do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), a maioria dos prefeitos cassados foi acusada dos crimes de capitação ilícita de sufrágio (compra de votos), abuso de poder político, abuso de poder econômico e até mesmo irregularidades com a prestação de contas, por meio do artigo 30-a, da Lei das Eleições.

CASSADO, MAS NÃO AFASTADO
Se as muitas cassações da Justiça Eleitoral têm o caráter punitivo e significam que o prefeito foi eleito de forma ilícita e, portanto, deve sair do comando da cidade, na prática isso não tem acontecido. Dados do TRE-PI apontam que quase todos os gestores cassados permanecem nos cargos por força de liminar.

O discurso adotado na Corte Eleitoral para que a liminar seja concedida é sustentado no fato de que uma mudança de gestor na cidade pode causar muito dano ao município, do ponto de vista administrativo, já que a mudança de poder implica em várias situações contrárias à vontade popular.

PARTICULARIDADES
Outros casos particulares têm acontecido nas cidades do interior do estado desde as eleições de 2012.

Em Simões já houve eleição suplementar e o candidato Francisco Dogizete, o Dogi (DEM), apoiado por Edilberto Carvalho (PSB), então prefeito eleito em 2012, mas que não assumiu porque o TSE entendeu que seria seu terceiro mandato, foi o vencedor.

1.jpg

SAI DA POLÍTICA, ENTRA PARA A MEDICINA
Também foram registrados casos de ‘abandono’ da política para outra profissão. Valmir Café (PSB), em Pedro II e Dr. Ozael Ferreira (PSD) em Francinópolis, são exemplos de prefeitos eleitos que deixaram a política para seguir suas carreiras médicas. Ambos renunciaram ao cargo.

5.jpg

E MAIS
Dentre as mudanças na gestão municipal tem o recente caso do prefeito de São Francisco do Piauí, Francisco Costa, o Dr. Francisco do PT, que também é médico. Só que ele saiu da prefeitura para ser Secretário de Saúde no governo de Wellington Dias (PT).

6.jpg

 

Fonte: 180 Graus

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais