23.9 C
Piauí
7 de julho de 2020
Cidades em Foco
Entretenimento Geral

Justiça nega recurso de Xuxa contra site de buscas

Xuxa entrou com recurso contra o site de buscas Google, mas teve seu pedido negado pela 19ª Câmara Cível, na última terça-feira (2).

A apresentadora move ação desde 2010 contra a empresa e pede a remoção de buscas com seu nome – como “Xuxa pedófila”, por exemplo -, segundo o jornal “O Globo”.
O intuito da artista é não ser mais relacionada ao filme “Amor, Estranho Amor” (1982), em que protagonizou uma cena erótica com um ator de 12 anos.
Em setembro de 2015, o Supremo Tribunal Federal manteve uma decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal de Justiça, de negar a restrição das buscas.
Na ocasião, o STJ afirmou que “não se pode, sob o pretexto de dificultar a propagação de conteúdo ilícito ou ofensivo na web, reprimir o direito da coletividade à informação”.

 

Fonte: Famosidades

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais