28.1 C
Piauí
25 de março de 2019
Cidades em Foco
Economia Geral

Justiça suspende venda da Cepisa e mais quatro distribuidoras

A Justiça determinou a suspensão da venda da Companhia Energética do Piauí (Cepisa) e outras quatro distribuidoras de energia, até que elas apresentem um estudo sobre os impactos da privatização nos contratos de trabalho. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (5), pela Eletrobras e a ação foi movida por sindicatos.

A decisão é da juíza Raquel de Oliveira Maciel, da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro. Além da Cepisa, as distribuidoras do Amazonas (Amazonas Energia); Rondônia (Ceron); Acre (Eletroacre) e Alagoas (Ceal) também tiveram o processo de venda suspenso e devem apresentar esse estudo no prazo máximo de 90 dias.

O não cumprimento da determinação leva à multa de R$ 1 milhão. A venda das distribuidoras havia sido liberada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em 30 de maio. A decisão não cita a Boa Vista Energia, que também está no programa de privatização das distribuidoras da Eletrobras.

Os estudos sobre o impacto nos contratos de trabalho podem ser apresentados individualmente ou de forma coletiva. A Eletrobras afirmou que analisará as medidas cabíveis e que manterá o mercado informado sobre as próximas decisões.

Número de funcionários

A decisão judicial coloca que a Eletrobras, por meio distribuidoras, possui 11.405 funcionários, sendo 6.277 contratados e 5.128 terceirizados, e que a proposta teria um forte impacto em seus contratos. De acordo com o parecer, “o processo de desestatização deve ocorrer em total transparência com as entidades sindicais, de acordo com o Acordo Coletivo da Eletrobras, nas suas cláusulas sétima e oitava, nas quais a requerida se compromete a não efetuar demissões em massa e que deve ser discutidas previamente com os sindicatos eventuais alterações nos contratos de trabalho que, por ventura, venham a implicar em diminuição das vantagens já existentes”.

 

CidadeVerde

Notícias relacionadas

Piauí aciona STF para receber R$ 400 milhões do governo Federal

Junior Oliveira

Deputado do Piauí quer aumentar pena de crimes de receptação para até 10 anos de prisão

Junior Oliveira

Ex-gari vira prefeito em cidade do Noroeste; veja!

Junior Oliveira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais