20.5 C
Piauí
16 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Economia Geral

Mais de 10 mil piauienses podem perder o PIS/Pasep se não sacarem o dinheiro

Os trabalhadores e servidores públicos que tiveram emprego com carteira assinada em 2017 têm direito a receber o abono PIS/Pasep, caso a média da remuneração durante o ano não ultrapasse dois salários mínimos.

Mas esses trabalhadores devem ficar atentos ao prazo para receber o dinheiro, que vai até o dia 28 deste mês de junho. Mais de 2 milhões de brasileiros ainda não sacaram os valores. No Piauí, 13.485 pessoas com direito ao benefício ainda não resgataram o recurso. O valor disponível para saque chega a R$ 56 milhões no Estado, segundo a atualização do Ministério da Economia.

Até agora, já foram pagos quase 278 mil piauienses, o que representa 95% do total. O dinheiro do PIS é pago pela Caixa a trabalhadores da iniciativa privada. Já o Pasep, destinado a funcionários públicos, é liberado pelo Banco do Brasil.

Para ter direito aos valores, o trabalhador precisa:
– Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos
– Ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017
– Ter recebido, em média, até, no máximo, dois salários mínimos por mês

O PIS/PASEP varia de R$ 84 (para quem trabalhou apenas um mês em 2017) até R$ 998 (para quem trabalhou durante todo o ano). Os benefícios já haviam sido liberados conforme o mês de nascimento do trabalhador e, agora, estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês.

É possível saber se tem direito ao benefício e qual o valor disponível acessando as páginas oficiais dos bancos ou indo diretamente a um caixa eletrônico.  Lembrando que o prazo vai até o dia 28 de junho, que é a última sexta-feira do mês.

Fonte: CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais