26.1 C
Piauí
18 de setembro de 2020
Cidades em Foco
Geral Polícia

Mais de 50 agências bancárias do Piauí sofreram ataques nos últimos três anos

Nos últimos três anos, 54 agências bancárias no Piauí foram alvos de bandidos. Em 2020, até hoje, apenas uma agência em Murici dos Portelas sofreu a explosão de um caixa eletrônico, no dia 09 de janeiro. Nesse caso mais recente, os assaltantes não conseguiram levar o dinheiro; não houve reféns e feridos.

O Sindicado dos Bancários do Piauí alerta para o cumprimento da Lei de Segurança Bancária (Lei 6.168 de 2012). A entidade reitera que há anos reivindica a efetiva implementação dessa norma para que os bancos ofereça melhores condições de trabalho e segurança para seus empregados e clientes.

A lei estabelece vários dispositivos de segurança como, por exemplo, o monitoramento eletrônico 24 horas pela Polícia Militar.

Relatório

Ano 2017: 21 ocorrências  – 16 no interior do Piauí, 04 em Teresina e 01 em Timon*
Ano 2018: 27 ocorrências – 25 no interior do Piauí, 01 em Teresina e 01 em Timon
Ano 2019: 06 ocorrências – 04 no interior do Piauí e 02 em Teresina]
Ano 2020 (01/01 a 11/02): 01 no interior do Piauí

* Considera-se região metropolitana de Teresina

“A lei foi instituita e sancionada em fevereiro de 2012. Essa lei obriga os bancos a criar mais dispositivos de segurança nas agências bancárias. Tem o objetivo de dificultar as ações das quadrilhas. São dispositivos mais efetivos. Em algumas agências tivemos avanço como portas de seguranças. A lei diz que todas as agências que trabalham com dinheiro precisam ter portas de segurança na frente”, explica o diretor do sindicato, Arimatea Passos.

Segundo ele, o que ainda falta para incrementar a segurança nos bancos são vidros blindados. “A separação através de tapumes entre caixas e clientes após passar pela triagem também foi um avanço. Isso evita filas e observação quando as pessoas sacam dinheiro. Agora, nas agências ainda não foram instalados vidros blindados. A gente espera vencer mais essa etapa”, finalizou, ressaltando ainda que os bandidos também se modernizam.

“De uma certa forma melhorou, mas esperamos um avanço mais rápido. Os assaltantes se reagrupam e redefinem seus planos”, finaliza,

Fonte: Carlienne Carpaso / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais