30.6 C
Piauí
14 de dezembro de 2019
Cidades em Foco
Geral Polícia

Menina de 9 anos denuncia em carta estupro e justiça decreta prisão de professor

Um professor de educação física foi preso nesta terça-feira (19) em uma escola do bairro Promorar na zona Sul de Teresina por estupro de vulnerável contra uma menina de 9 anos.

A investiga aponta que ele teria oferecido revistas e doces para a garota não revelar os abusos para a família. A vítima acabou escrevendo uma carta contando o ocorrido, o que se tornou uma das provas principais do processo na justiça.

Identificado como Alcides Tony da Silva, 42, o professor foi preso por agentes da Força Tarefa da Polícia Militar e de agentes do 3° Distrito Policial enquanto ministrava uma aula de capoeira. Ele foi condenado pela justiça a oito anos e quinze dias de prisão em regime fechado.

O caso ocorreu em 2011 em uma residência no bairro Mocambinho. A vítima é filha de uma ex-mulher de Alcides Tony. Na época, a menina, com 9 anos, escreveu uma carta para mãe descrevendo o que ocorreu, pedindo desculpas e envergonhada pelo que tinha passado.

“Fomos até a casa dele hoje pela manhã. Ele não estava mas o pai informou que ele estava dando aula. Fomos até a escola e avisamos sobre o mandado. Ele não resistiu. Ele nega o fato, disse que não fez nada. Mas tem exames que comprovam que ela foi abusada”, explica ao major Audivan Nunes, que participou da prisão.

Foto: Reprodução PM-PI

A prisão preventiva do acusado foi decretada pelo juiz Raimundo Holanda Moura de Queiroz, da 6º Vara Criminal de Teresina

Na carta a menina relata o abuso e dá detalhes para a família descrevendo o local onde teria sido aliciada. Antes de confessar para a família, a jovem disse que o acusado lhe pediu perdão e chegou a oferecer revistas e doces para que ela não contasse o que ocorreu.

O preso foi levado para conduzido para a Central de Flagrantes de onde será encaminhado para o sistema prisional.

Fonte: Valmir Macêdo / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais