33.2 C
Piauí
14 de maio de 2021
Cidades em Foco
Destaque Geral

Ministério Público vai investigar ‘furões’ de fila da vacina contra Covid-19 no Piauí

Ministério Público - Foto: RobertaAline/CidadeVerde.com

O Ministério Público Estadual instaurou procedimentos administrativos em cidades do Piauí para investigar supostos “furões” da fila vacina contra a Covid-19 no Estado.  Políticos e pessoas que não estão inclusas no grupo prioritário da fase 1 da campanha de vacinação, que abrange profissionais da saúde que atuam na linha de frente de combate ao coronavírus e idosos institucionalizados, estariam se beneficiando da posição para receber o imunizante.

Até esta quarta-feira (20) procedimentos administrativos foram instaurados nas cidades de Piracuruca, São João da Fronteira, São José do Divino, Pio IX e Guaribas e Uruçuí. Nestes dois últimos municípios os prefeitos decidiram tomar a primeira dose da vacina e causaram polêmica.

Guaribas recebeu apenas 26 doses da Coronavac. O promotor de Justiça José Marques Lages já instaurou uma Notícia de Fato para averiguar a denúncia e quais medidas podem ser adotadas para responsabilizar possíveis irregularidades cometidas pelo gestor.

Em Urucuí o primeiro a tomar uma das 115 doses de vacina que foram enviadas ao município também foi o prefeito.  O promotor de Justiça Edgar Bandeira informou que está instaurando procedimento administrativo para apurar se a vacinação está ocorrendo de acordo com as orientações e as diretrizes do Ministério da Saúde.

Foto:Roberta Aline

Em Pio IX, que recebeu 48 doses da vacina, há informações de que vereador, que seria professor, foi um dos vacinados contra a Covid. O promotor de Justiça Eduardo Palácio também vai instaurar procedimento administrativo.

Na cidades de Piracuruca [167 doses], São João da Fronteira[26 doses] e São José do Divino[29 doses] o promotor Márcio Carcará  instaurou procedimentos para garantir a imunização dos públicos-alvos para vacinação e o respeito a ordem prioritária estabelecida pela Campanha Nacional de Vacinação.

Há informações extraoficiais que nas cidades pessoas que estão foram do grupo prioritário receberam a vacina. “Efetivamente temos muito profissionais de saúde que estão no enfretamento da doença e que são pessoas que devem tomar a primeira dose. Por precaução pedi aos gestores que enviem listas dos profissionais que tomarão a vacina”, explica o promotor.

Fonte: Izabella Pimentel / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais