Missa reúne centenas de fiéis e população cobra justiça pela permanência do sacerdote na paróquia

Movidos pela fé, devoção e amor, centenas de fiéis católicos participaram na noite deste domingo (02) da tradicional “Missa dos domingos”, na paroquia de Santa Ana e São Joaquim na cidade de Isaías Coelho/PI. A santa missa foi presidida pelo Padre Francisco das Chagas dos Santos Martins (Pe. Chagas). Movida por muita emoção está missa também marcou o encerramento da missão sacerdotal do Padre Chagas nesta paróquia.

Na última terça feira (27), ficou definido que esta missa seria a última do Padre na Paróquia. Essa decisão não foi aceita com unanimidade pela população que pediu pela permanência do padre.  Diante disso um grupo de 20 pessoas, representantes da igreja e das comunidades foram até Oeiras para um encontro com o Bispo e entregar um abaixo-assinado que reúne 2.500,00 assinaturas a favor da permanência do Padre Chagas na paróquia.

Apesar da mobilização, o Bispo não recuo da sua decisão, em 02/12/2018 o padre Chagas se despediu da paróquia em uma missa na santa igreja onde transbordava gratidão, emoção, agradecimento e o sentimento de injustiça, pois em torno de 3 anos para terminar seu ciclo com a Paróquia.

O sacerdote foi escolhido para permanecer na paroquia há cerca de três anos. Desde então, conforme a população, “sua presença não agradou uma minoria “Grupo interno” que não aceitam a sua presença”. O pároco foi destaque no município por ajudar as famílias mais carentes, beneficiando com comidas, casas e até poços, por olhar para todos indistintamente.

“Essa igreja é para todos. Apoiam o padre que vier como se fosse filho de vocês, não tenham medo de ajudar e também eu peço de coração não deixem de ajudar os pobres, abrace. Quando vocês verem algum bêbado por ai, não vai xingar nem jogar pedras. Ajude, diga pra ele que já bebeu demais e está na hora de ir pra casa. Quantas vezes eu fiz isso! Quando eu ia atrás de comidas é por que eu também sentia meu coração nos corações deles. Como diz a palavra de Deus, comungar, muitas vezes se torna perigoso.” Disse o Padre Chagas, em um trecho do seu discurso.

Sou dirigente da palavra de Deus da comunidade Várzea à mais de 30 anos e já passaram vários párocos por essa cidade, com surgimento da paróquia chegou o Padre Chagas que trouxe um novo modelo de igreja com a participação de todos, um padre aberto, sensível as necessidades principalmente dos pobres baseado no evangelho de Jesus cristo e no meu ver ele está sendo injustiçado por que ele renovou a fé católica do nosso município. Depois da chegada do Padre Chagas as missas nos domingo é sempre lotada de fieis. Disse Raimundo Nonato.

“Giselia Soares disse, sou evangélica da igreja batista desde o ventre da minha mãe descendências dos meus avós. Aos meus 41 anos de idade ainda não tinha visto a igreja católica tão organizada reformada e respeitosa. Sou professora de uma faculdade ministro aulas de teologia onde a gente apreende e ensina a respeitar as religiões.  Então, esse é um ponto fundamental pela a qual estou aqui falando, vejo no Padre Chagas uma pessoa de unção por tanta convivência com cristo, comunhão com cristo que tenho, eu sinto o espirito santo dentro dele, sinto unção nas palavras dele. Ninguém nunca teve essa oportunidade de estar dentro de uma igreja católica e ser citado ou ser recebido e o Padre Chagas tem a mesma linha de pensamento nossa. Não sou católica e repudio a atitude de quem usou de má fé para tirar o sacerdote da nossa cidade, pontua a evangélica.

“Nós tínhamos um Padre Cicero era muito bom, mas, ainda era uma igreja fragilizada, com a chegada do padre chagas foi uma renovação em todos os sentidos. Ele chegou de uma forma simples acatadora e amorosa. Essa igreja não tinha crianças, não tinha adolescentes, não tinha jovens e nem idosos. Por que não tinha aquela coisa que comovesse as pessoas, na verdade ele chegou e foi conquistando espaço com sua honestidade do seu trabalho. Nós tínhamos um pequeno espaço em nossa cidade, ele conquistou as pessoas todos foram ajudando e ele fez uma transformação na estrutura da nossa igreja, ele fez revolução na minha cidade. Católicos, evangélicos, crianças e até pessoas que não participavam da igreja passou a conviver com a igreja e conhecer o cristo. Porque ele trouxe isso para as pessoas e na verdade ele só fazia o bem. Eu achei uma falta de reflexão do nosso represente da diocese por que ele não ouviu a voz do povo de Deus. Por que o povo quer o padre chegas o povo gosta do trabalho dele, neutralizar a igreja não significa que foi as palavras que a gente ouviu, não significa uma solução, significa, que foi uma rachadura bem profunda nos corações dos fies que estão voltado pra o senhor Jesus. Deixo bem claro que após o padre Geraldo pra fazer essa movimentação, só teve o Padre Chagas. Admiro todos os outros Padres que aqui tiveram aprecio cada um de coração, mas esse é diferenciado pelo o coração, pela a humildade e pela a simplicidade”.  Disse, Vaniselande (Velandia).

“Padre Chagas chegou em nossa cidade a três anos atrás encontrou uma igreja católica em decadência, conseguiu resgatar os fies para a igreja, conseguiu trabalhar juntos as comunidades fazendo poços, casas para quem não tinha, trazendo o bem estar do povo de Isaías coelho. Levantando a fé de quem muito não tinha mais, infelizmente incomodou uma pequena minoria que não quiseram ver o bem do povo e agiram de má fé contra nosso padre. Mas, deixou na nossa cidade um legado de fé, de amizade, de carinho, foi um anjo de Deus que chegou em nossa cidade, infelizmente está saindo daqui, mas o povo de Isaías Coelho nunca esquecerá da pessoa que é o padre chagas. Uma pessoa do bem, uma pessoa de luz. Que o senhor possa servir outras comunidades que precisam como Isaías Coelho precisava do senhor”. Disse, o Ex prefeito Everardo Moura.

Fonte: PontalPiauí