31.3 C
Piauí
18 de janeiro de 2021
Cidades em Foco
Destaque Educação Geral

MPF cobra ao Governo do Piauí retorno das aulas na Uespi

Foto: Ascom/Uespi

O Ministério Público Federal (MPF) expediu uma recomendação cobrando providências ao Governo do Piauí sobre a retomada das aulas na Universidade Estadual do Piauí (Uespi), que estavam previstas para iniciar no dia 1° de abril deste ano, mas foram adiadas por causa da pandemia. O órgão também pede explicações sobre o auxílio aos estudantes que não possuem internet ou equipamentos para assistirem aulas.

Em nota, a Uespi informou que ainda não recebeu nenhuma notificação sobre a retomada das aulas do período regular pelo MPF. Entretanto, a instituição de ensino pontuou que, as aulas na modalidade à distância estão previstas para iniciarem em janeiro de 2021, e que o valor do auxílio já foi divulgado e será disponibilizado para mil estudantes. Leia a nota ao fim da reportagem.

O objetivo do órgão é acompanhar e fiscalizar a adoção das providências pela instituição e Estado para o início imediato do período regular, além da concessão do auxílio aos alunos que não possuem estrutura para acompanhar as aulas de casa.

O procurador da República, Kelston Lages, estabeleceu um prazo para que o Governo do Estado informe as providências que estão sendo tomadas para o retorno do período regular. Ele pontuou que a retomada é necessária, principalmente aos alunos que estão prestes a se formar.

“Demos o prazo de dez dias para que o governo possa, de fato, comprovar que está adotando tais providências por conta dessa ausência de aula. Existem alunos que estão prestes a se formar, e caso não aja essa retomada, eles serão prejudicados. Existe, portanto, a necessidade do Governo do Estado em comprovar como está, realmente, essas medidas para que as aulas sejam retomadas quanto antes”, afirmou.

Confira a nota da Uespi:

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) informa que não recebeu nenhuma notificação do Ministério Público Federal sobre a recomendação de retorno das aulas do período regular na Universidade.

Qualquer documentação do MPF que chegar a Administração Superior da UESPI será avaliada com cuidado e respeito pelos Conselhos Superiores, que são responsáveis quanto as matérias relativas às regras, normas e outras deliberações nos três pilares de uma instituição de ensino superior – ensino, pesquisa e extensão.

Vale destacar que a UESPI está com aulas remotas do Período Especial (PEC 2020.3) e que este período encerrará no próximo dia 07 de dezembro. O calendário aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepex) determina que as aulas do ensino regular 2020.1 serão iniciadas no dia 11 de janeiro de 2021 e as garantias de conectividade já foram dadas pelo Governo do Estado.

O Auxílio Inclusão Digital – Modalidade Auxílio Pecuniário foi divulgado e corresponde a uma bolsa no valor de R$ 700,00 para os alunos que comprovarem o estado de vulnerabilidade social. Foram ofertadas no Edital mil bolsas para que os discentes contemplados possam comprar o equipamento e assim participar de forma satisfatória das atividades de ensino de forma remota.

O Governo, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC) e da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), com a Administração Superior da UESPI também fizeram uma parceria com a operadora Claro para a entrega de chips aos nossos alunos. Essa entrega será feita a todos os discentes que informaram a necessidade de tal auxílio para que o semestre 2020.1 seja iniciado com todas as condições para um bom ensino-aprendizagem.

Fonte: G1-PI

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais