21.9 C
Piauí
23 de outubro de 2019
Cidades em Foco
Geral Polícia

Mulher usa redes sociais para avisar sobre fiscalizações da polícia e acaba presa

Imagem ilustrativa

Policiais Rodoviários Federais e Policiais Civis conseguiram identificar uma mulher de 49 anos de idade que utilizava as redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas para avisar sobre os trabalhos das forças policiais na região de Floriano/PI. Os policiais receberam a denúncia através do número de emergência 191 e realizaram diligências no sentido de localizar e identificar a autora do crime.

Após a identificação, a mulher foi intimada na última terça – feira (17) a depor na Delegacia de Polícia Civil de Floriano para esclarecimentos. No início, a suspeita informou aos policiais que não cometeu o crime, porém após a presentação de provas contra a sua pessoa ela confirmou a autoria do crime e prometeu se retratar nos canais que utilizava.

Mesmo assim a polícia civil instaurou o inquérito policial para apurar a participação da mulher que vai responder por atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública, que está tipificado no Art. 265 da Lei Nº 2.848/1940 do Código Penal.

Além de ser crime, essa atitude causa grandes prejuízos para a própria sociedade que, além de ter que conviver com delinquentes em liberdade, ainda arcaria com as despesas que o Estado realizou para montar toda logística atinente à implementação da operação policial, por exemplo, gastos realizados com combustível, remuneração de pessoal, despesas co o emprego de canil, diárias pagas a policiais, dentro outros investimentos estatais em prol da segurança pública.

Essa atitude ainda coloca em risco a integridade física dos policiais que estão em operação, além de pessoas que por ventura possam estar sendo fiscalizadas.

Fonte: Jornal da Ilha Grande

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais