Museu Ozildo Albano em Picos realiza programação dentro da 15º Semana Nacional de Museus

A Semana Nacional de Museus acontece anualmente, em comemoração ao Dia Internacional de Museus, 18 de maio. Nesta oportunidade, os museus brasileiros são convidados pelo IBRAM – (Instituto Brasileiro de Museus) para desenvolver uma programação especial para esta data.
Para as comemorações da Semana Nacional de Museus de 2017, o Museu Ozildo Albano, juntamente com a Associação dos Amigos do Museu Ozildo Albano (AAMOA), estará mobilizado em torno de uma programação que acontecerá no período de 17 a 19 de maio.

Com o tema; “Museus e histórias controversas: dizer o indizível em museus”, a 15ª Semana Nacional de Museus propõe uma reflexão a respeito das narrativas, histórias e discursos museológicos como construções sociais. Ela quer chamar a atenção para o cuidado que as instituições museológicas devem ter ao narrar o passado, pois ele sempre será reinventado e colocado sob o prisma da interpretação do seu narrador, seja ele, um livro, um jornal, uma pessoa, uma exposição ou instituição.

formaão rochosa na localidade Caldeirão da Luz em S. José do PI.

Diversificando mais ainda sua proposta de reflexão, o Museu Ozildo Albano exibirá um documentário que narra uma riqueza natural da região de São José do Piauí sob o prisma das histórias fantásticas contadas e recontadas pelos moradores da região e turistas que tem a oportunidade de conhecer os mistérios e encantos da Cidade de Pedras (denominação dada a uma região de grandes formações rochosas).

Capa do DVD do documentário que será exibido na Semana de Museus.

Pelo acima exposto, fica claro que a 15ª Semana Nacional de Museus configura-se uma excelente oportunidade para que os museus compreendam os seus discursos não como verdade única, mas como uma das possibilidades de se interpretar a dinâmica construção da história das humanidades.
Dessa forma, a comunidade está convidada a discutir a respeito das narrativas museográficas. O Museus Ozildo Albano se propõe a ser um agente neste sentido, buscando estar mais atento para outras possibilidades de narrativa nos seus discursos e práticas.
ascom: Museu Ozildo Albano

Compartilhar:

Por: Maria Nilza

Formada em Letras/Francês UFG. Cursou Teatro- Agepel-GO, Cinema-Barretos Filmes-Sp. Especialização em Língua Espanhola-Uespi. Comunicação Social/jornalismo e Relações publicas- 5°período-Uespi.