35.4 C
Piauí
3 de dezembro de 2021
Cidades em Foco
Geral Política

“Não uso de máscara no Piauí só com sinal verde do comitê”, diz Wellington Dias

Wellington Dias -Foto: Ccom

O governador Wellington Dias (PT) afirmou que só vai desobrigar o uso de máscaras no Piauí, caso o Comitê de Operações Emergenciais (COE) dê sinal verde para a medida. A máscara é considerada essencial na prevenção contra a covid-19. Para o governador, o “sonho” era de um Natal sem máscaras.

“No Nordeste brasileiro esperamos seguir na ciência, então o comitê vai estabelecer como vamos lidar com a decretação do fim da fase de pandemia. A minha perspectiva, o meu sonho, é de um natal sem máscara, mas essa determinação só pode acontecer tão logo o comitê nos dê um sinal verde”, esclareceu o governador ao participar da abertura da Semana do Servidor na manhã de hoje.

De acordo com o governador, existe uma perspectiva real da decretação de medidas mais flexíveis a partir do alcance de 80% da população vacinada com a primeira dose da vacina. No sábado (23), o estado alcançou 70% do índice.

“Se o Brasil tivesse seguido o Piauí teria salvo mais de 200 mil pessoas, pois o Piauí seguiu a ciência”, disse o governador.

No Brasil, a cidade do Rio Janeiro deve publicar ainda nesta segunda-feira (25) um novo decreto desobrigando o uso de máscaras em locais abertos. A flexibilização, porém, ainda depende do governo do estado, que mantém em vigor decreto que determina a utilização das máscaras. Entre normas dissonantes, vale sempre a mais restritiva.  A desobrigação do uso das máscaras ao ar livre já estava prevista na segunda etapa do plano de retomada da cidade do Rio de Janeiro, conforme deliberado com o Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19.

Flexibilização

No Piauí, desde o dia 3 de outubro, atividades e eventos esportivos, sociais, culturais e artísticos, em espaços abertos ou semiabertos, com público de até 500 pessoas, estão liberados. Em espaços fechados, o público admitido será de acordo com a área do ambiente, até o limite máximo de 200 pessoas.

De acordo com o decreto publicado, deverá ser exigido dos participantes dos eventos imunização por vacina (duas doses ou dose única) ou teste negativo (antígeno ou RT PCR, realizado 48 horas antes do evento).

O governo autorizou ainda o retorno das aulas presenciais em todos os níveis, respeitados os critérios de segurança sanitária para professores, estudantes e demais trabalhadores.

Cidades têm aumento de casos

Por causa da flexibilização, algumas cidades registram aumento de casos de covid-19. Simplício Mendes e Bela Vista do Piauí, por exemplo, publicaram decreto com medidas mais restritivas na tentativa de contar o avanço da doença.

Fonte: Flash Paula Sampaio / CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais