21.5 C
Piauí
22 de janeiro de 2021
Cidades em Foco
Geral Política

‘Nunca vou perder a fé na Justiça’, diz Assis Carvalho sobre processo na Justiça

O deputado federal, Assis Carvalho (PT), comentou sobre o processo que responde por improbidade administrativa e declarou que “nunca vai perder a fé na Justiça”. O petista foi condenado em  1ª instância na Justiça Federal do Piauí, mas a defesa do parlamentar recorreu ao Tribunal Regional Federal, em Brasília. No ano passado, a relatora do caso confirmou a condenação, mas houve mudança na relatoria e um novo desembargador assumiu o caso e remarcou o julgamento que deveria ter ocorrido ontem (20).

“Houve decisão monocrática no Piauí que a própria decisão me inocenta e depois me condena porque diz que não houve benefício pessoal… depois vem um questionamento sobre licitação que não era eu que fazia.. não há dúvidas de que o processo tem muitas falhas e de que a Justiça será feita. Nunca vou perder minha fé na Justiça”, disse Carvalho sobre o processo.

Já em relação a intervenção no Rio de Janeiro, o petista declarou que  o Governo tenta ‘jogar para a plateia’ o problema da Segurança Pública. Segundo ele, a intervenção no Rio é a 12ª e, desta vez, foi decretada apenas com um nome diferente.

“Quem tem responsabilidade em discutir Segurança não vê nenhum sustentação. O Exército já estava lá…o  que eles tentam fazer é uma situação de ‘vale-tudo’. Em cima do morro tem ladrão e pessoas envolvidas com drogas, mas também tem pessoas honestas. O Exército não foi preparado para enfrentar situações como essa. O Exército é para enfrentar guerra, proteger fronteiras…não tem capacidade de lá de cima do morro separar o joio do trigo”, declarou o  Carvalho.

Metaforicamente, Assis Carvalho disse ainda que o Governo usa uma “medicação errada” [intervenção] para um problema que existe [Segurança Pública].

“Não dá para tratar de uma doença com uma medicação que não foi preparada para isso. Não há possibilidade nenhuma de uma ação desta forma dar certo. O Michel Temer faz isso para aliviar o foco na corrupção”, reitera.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, Assis Carvalho comentou ainda sobre a possibilidade do presidente Michel Temer concorrer as eleições à Presidência da República.

“Admitir uma candidatura de um presidente que tem 3% de apoio e 90% de rejeição é acreditar no Papai Noel. Essa possibilidade não existe. É fantasia de quem tem medo de urna. Sobre a intervenção no Rio de Janeiro digo que foi feita com pilares midiáticos  para jogar para plateia”, disse.

 

 

Fonte:CidadeVerde

Notícias relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Se você está de acordo, continue navegando, aqui você está seguro, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais